Um mês após a Apple revelar um novo smartwatch e uma nova linha de iPhones, agora é a vez de um evento em que a companhia falará de outros hardwares. Nesta semana, a empresa fará um evento nos EUA, cujo convite dizia “there’s more in the making” (algo como “vem mais coisa por aí”). Um novo iPad Pro sem botão home parece um dos prováveis lançamentos, porém o que mais a Apple planeja mostrar neste ano?

iPad ganhará versão completa do Adobe Photoshop no ano que vem
Apple finalmente anuncia data em que deve falar sobre novos iPads e novos MacBooks

O evento será às 10h ET (11h no horário de Brasília) nesta terça-feira (30), no Howard Gilman Opera, no Brooklyn, em Nova York. Não há razão para acreditar que a Apple não vai fazer uma transmissão online, de qualquer jeito, vamos ficar ligados. Para te preparar para o evento, reunimos abaixo o que esperamos ver nesse evento.

Novos iPads Pro

O iPad Pro juntamente com a Apple Pencil ajudaram a consolidar o tablet da Apple como uma ferramenta genuína de produtividade — por que outra razão a Adobe lançaria uma versão completa do Photoshop para iOS, né? Então, os novos iPads vão ser provavelmente a estrela do evento da próxima semana.

Alguns rumores dizem que a versão maior do iPad Pro vai manter a tela de 12,9 polegadas, enquanto a versão menor ganhará um pequeno update e vai passar de 10,5 polegadas para 11 polegadas.

Existe grande expectativa de que a Apple remova o botão home do iPad Pro e substitua o leitor de impressão digital em detrimento da autenticação via Face ID usando uma nova câmera frontal. Além disso, a companhia deve reduzir consideravelmente as bordas do tablet.

A configuração da interface de usuário do Face ID está finalmente funcionando no iPad. Claramente ainda não está pronta como pode ser visto nas descrições, que só mencionam “iPhone”. Mas é um começo :)

Os novos iPads Pro podem também vir com um design mais quadradão, inspirado no iPhone 4, além de uma traseira toda de alumínio. E embora esse rumor exista há anos, segundo o analista Ming-Chi Kuo, que costuma acertar bastante o que a Apple vai anunciar, os novos iPad Pro poderiam ter telas melhores e também serem os primeiros aparelhos móveis da Apple a usarem USB-C em vez de Lightning. Isso faria o tablet mais compatível com outros acessórios, mas a porta Lightning é também uma fonte de receita para a companhia, pois ela licencia para fabricantes de acessórios. Então, pode ser que essa mudança não ocorra.

Os iPads Pro também devem remover a entrada convencional de fone de ouvido, dando aos usuários da Apple mais uma razão para migrarem para os AirPods.

Ainda sobre a versão Pro do tablet, existe a possibilidade de haver também uma nova Apple Pencil, que tenha um conector USB-C, de modo que o acessório possa ser carregado no MacBook ou em outras fontes de energia sem a necessidade de usar adaptadores USB. A nova Apple Pencil pode contar com um chip wireless W1 para facilitar o pareamento e possivelmente outros tipos de conectividade magnética que podem ser anexadas e armazenadas na lateral dos novos iPads Pro.

Um novo iPad Mini

Parece que a Apple se esqueceu do iPad Mini, ou está deixando a categoria de lado ao incentivar iPads com mais poder computacional. No entanto, segundo Ming-Chi Kuo, na próxima semana deveremos presenciar o lançamento do iPad Mini 5, com uma atualização de processador, mas com um display LCD mais barato que será usado para reduzir o preço do dispositivo. A última atualização do iPad Mini foi em 2015.

Um substituto para o MacBook Air

De acordo com uma matéria da Bloomberg de agosto, que foi suportada por uma previsão do analista Ming-Chi Kuo, a Apple também vai revelar um substituto para o MacBook Air, que deve ser a única linha de computadores que não virá com um display de alta resolução Retina. Esse substituto mais barato, que pode ou não ter o “Air” no nome (poderá ser uma adição mais barata à linha de MacBooks com tela de 12 polegadas) incluirá uma tela de aproximadamente 13 polegadas, mas com bordas menores em volta do display para reduzir a área do laptop. Seria uma boa adição.

iMacs atualizados

O blog francês especializado em Apple Consomac encontrou um registro que a Apple fez na Eurasian Economic Union para vários MacBooks e Macs, mas quatro dos números de modelos listados são de produtos desconhecidos, incluindo três Macs que deverão ser revelados. Os computadores de mesa da Apple sempre venderam bem, e nos anos recentes a companhia fez melhorias de desempenho para fotógrafos profissionais, designers e outros usuários avançados. Mas ultimamente eles não têm atualizado tanto quanto os aparelhos portáteis, então talvez a gente veja atualizações necessárias para a linha.

Mac Mini vai ressurgir?

Atualizado pela última vez em 2014, o Mac Mini ainda não está tecnicamente morto, mas parece que a Apple tem mantido um suporte mínimo para agradar entusiastas de home theater e desenvolvedores de apps que não precisam de uma super máquina. Mas a Bloomberg acredita que esses computadores de baixo custo, que são vendidos sem tela, teclado ou mouse, estão para ter uma atualização “pro” como aconteceu com o iMac. Mas a adição de mais armazenamento e de processador mais rápido pode também tornar o Mac Mini mais caro que as versões anteriores, o que poderia ir contra o apelo desse computador.

O AirPower vai rolar? Não conte com isso

Já passou um ano desde que a Apple mostrou a sua base de carregamento sem fio que poderia carregar múltiplos dispositivos de uma vez, incluindo iPhones e Apple Watch. Quando o AirPower não apareceu no evento de setembro, ficou a impressão de que a companhia pode ter feito uma promessa que não podia cumprir e aí voltou para o processo de design.

Segundo o blogueiro de tecnologia Sonny Dickson, o sistema de carregamento do AirPower estava com uma falha de sobreaquecimento que, entre outros problemas, reduzia a velocidade do carregamento com o dispositivo ficando mais quente.

O AirPower, que as fontes de Dickson dizem usar pelo menos 21 bombinas para carregar os aparelhos, também estava com problemas ao monitorar níveis de carregamento do dispositivo, que juntou todo aquele hardware e circuitos numa solução discreta de design que a Apple exibiu no evento do iPhone X no ano passado.

Se a Apple de alguma forma conseguisse superar as adversidades, o AirPower é um produto que beneficiaria mais o iPhone, o que significa que o evento de setembro seria o tempo certo para anunciar a disponibilidade — não após um mês junto com iPads e MacBooks.

AirPods atualizados com um case para carregamento sem fio

Então, o AirPower não vai ser apresentado neste — ou talvez nunca — mas quando o produto foi exibido pela primeira vez, a Apple demonstrou que uma versão atualizados do case dos AirPods poderia ser carregada sem fio. Sistemas de carregamento sem fio não são mais raridade a este ponto, e junto com a atualização dos AirPods que poderiam incluir um novo chip que habilite a funcionalidade “ei, Siri” (em vez de ter que fisicamente dar dois toques no fone para ativá-la).

Siga o Gizmodo Brasil no Instagram