Um dos principais destaques do Windows 10 Mobile é o Continuum: dispositivos compatíveis podem ser conectados a uma tela maior e rodar uma interface semelhante à de um PC. Durante a conferência Build, a Microsoft anunciou algumas novidades para este recurso.

>>> As novidades da próxima grande atualização do Windows 10

Segundo o Windows Central, smartphones com Continuum poderão se conectar a PCs com Windows 10, e poderão rodar aplicativos Win32 remotamente em telas grandes.

Normalmente, o Continuum exige que você conecte o smartphone a um monitor ou TV, seja usando um dock (com fios) ou via Miracast (sem fios). O Windows 10 Anniversary Update, a ser lançado no terceiro trimestre, permitirá que aparelhos compatíveis também se conectem a um computador através de um app especial.

A interface do Continuum roda dentro de uma janela, que você pode redimensionar ou minimizar. Isso pode ser útil porque não exige que você instale apps do smartphone no PC: é possível acessar seus logins e seus dados de forma mais prática.

continuum no laptop

A demonstração foi feita no evento usando um Lumia 950 conectado sem fio a um Surface Book. Eis o vídeo:

Rodando programas remotamente

Apesar deste “modo PC”, o Windows 10 Mobile não tem suporte nativo a programas Win32 tradicionais. Mas ele pode acessar áreas de trabalho remotas, e a Microsoft trouxe uma novidade nesse sentido.

O Microsoft Remote Desktop Preview agora tem suporte a Continuum, permitindo acessar áreas de trabalho na nuvem e exibi-las em um monitor ou TV. Com isso, você pode ligar o smartphone em uma tela maior, conectar um teclado e mouse (ou usar a tela do celular como controle), e usar o smartphone de forma ainda mais semelhante a um PC.

remote desktop continuum
Área de trabalho remota rodando no Windows 10 Mobile

Isso é semelhante ao HP Workspace, serviço presente no poderoso smartphone Elite x3 para rodar o Windows 10 em ambiente virtual.

A Microsoft também permite se conectar a Recursos Remotos (como o RemoteApp do Microsoft Azure) liberados pelo administrador da rede. Ou seja, em vez de uma área de trabalho, você acessa programas específicos – como as versões completas do pacote Office, ou WordPad e Paint. Este serviço é voltado para empresas e requer uma assinatura mensal.

remote desktop continuum 2 remote desktop continuum 3

O Microsoft Remote Desktop, no entanto, é gratuito e está disponível para todo mundo – saiba mais aqui. Ele só tem suporte a Continuum no Windows 10 Mobile, mas está presente em outras plataformas também – Windows Phone 8.1, Android, iOS, Windows 8.1/10 e Mac OS X.

Xbox One

Além disso, smartphones com Windows 10 Mobile ganharão suporte ao controle do Xbox One. Isso será feito de duas formas: através de um adaptador USB no smartphone, ou através do dock usado para o Continuum.

No vídeo a seguir, o Windows Central mostra como isso funciona:

Os desenvolvedores de jogos precisarão ativar o suporte ao controle do Xbox One, que aparentemente só vai funcionar se o aplicativo for universal.

Resta uma dúvida, no entanto: quais smartphones terão suporte para a conexão USB com o controle do Xbox? Isso exige um adaptador OTG (on the go), que funciona em dispositivos lançados com o Windows 10 Mobile, como o Lumia 950.

Quanto a dispositivos antigos, há relatos desencontrados de que o Lumia 920 e 930 teriam OTG, mas a Microsoft diz que isso está presente “em dispositivos lançados com o Windows 10… devido a mudanças de hardware exigidas para a porta USB ter suporte a enumeração de dispositivos. Existem dispositivos no mercado que têm controladores capazes de OTG, mas a plataforma não foi projetada para dar suporte a isso”.

O Windows Phone já funcionava com joysticks MOGA, que se conectam via Bluetooth. O suporte a OTG só veio no Windows 10 Mobile, permitindo usar um adaptador para conectar teclados, mouses, pendrives e também joysticks.

Windows 10 Mobile “não é o núcleo”

Este ano, a Build está bem mais centrada no PC, Xbox e HoloLens que no Windows 10 Mobile. Terry Myerson, chefe de sistemas operacionais, diz ao The Verge: “haverá um momento para isso ser o nosso foco; por enquanto, ele faz parte da família, mas não é o núcleo de onde espero gerar interesse dos desenvolvedores ao longo do próximo ano”.

O executivo foi bem honesto sobre a participação limitada da Microsoft no mundo móvel: “se você quer alcançar um grande número de clientes de celular, o Windows Phone não é a maneira de fazer isso”, admitiu.

No mundo, cerca de 50% dos Windows Phones antigos não receberão o Windows 10 Mobile; no Brasil, a chegada de novos dispositivos com o sistema ainda é uma incógnita.

[Build 2016Windows CentralRemote Desktop Services Blog – The Verge]

Foto por Microsoft; atualizado às 16h44