É possível enviar textões, fotos e até vídeos para o Facebook. E se a rede social fosse um passo além e permitisse que os sites publicassem artigos direto no seu feed de notícias, sem exigir um clique (ugh) para ver o texto completo?

O Facebook acaba de lançar um novo serviço chamado Instant Articles, que permite a empresas de mídia criar textos interativos que são hospedados nos servidores da rede social, e incorporados ao seu feed de notícias.



O Facebook diz que notícias levam oito segundos, em média, para serem carregadas no navegador do smartphone – “de longe o tipo de conteúdo mais lento”, diz a empresa em um comunicado. Zuckerberg & cia. decidiram que a solução óbvia era hospedar o conteúdo, algo que promete acelerar em dez vezes o tempo de carregamento.

Isso foi o suficiente para convencer alguns grandes nomes a participar. A partir de hoje, o New York Times, National Geographic, BuzzFeed, The Atlantic e NBC News vão todos postar artigos no Facebook via Instant Articles. O Guardian, BBC News e os alemães Bild e Der Spiegel se juntarão a eles em breve.

Facebook Instant Articles (3)

Inicialmente, apenas usuários do iOS poderão ver os Instant Articles – a tecnologia é baseada no Paper, app disponível apenas para iPhone – mas o serviço deve chegar ao Android num futuro próximo. Para quem não está no iOS, aparece simplesmente um link (do NYT, NatGeo etc.) que contém o mesmo conteúdo.

Segundo o The Verge, a experiência é bem fluida, especialmente porque o artigo é pré-carregado à medida que você se aproxima dele ao deslizar o feed. Dessa forma, ele está pronto para abrir quando você toca nele. Os textos ainda possuem anúncios. O resultado, em teoria, é uma experiência que não requer a você ir de um site para outro.

Como serão esses artigos? À medida que você desliza pelo texto, ele não vai parecer muito diferente; alguns terão capas de vídeo que tocam direto no feed de notícias.

Dentro dos artigos em si, Facebook promete o seguinte:

… os Instant Articles trazem um conjunto de recursos interativos que permitem aos editores darem vida às suas histórias em novas maneiras. Dê zoom e explore fotos de alta resolução inclinando seu smartphone. Vídeos tocam sozinhos e ganham vida à medida que você percorre as histórias. Explore mapas interativos, ouça explicações em áudio, e até mesmo curta e comente artigos sem sair dele.

Ah, sim: claro que tudo é embrulhado em uma experiência centrada no Facebook. Você encontra um artigo no seu feed de notícias, toca nele, o texto se abre no app do Facebook, e você curte e comenta o artigo na rede social. Você nunca mais precisa sair do Facebook! Zuckerberg está sorrindo agora.

Facebook Instant Articles (2)

No entanto, quem depende do tráfego vindo do Facebook – a maioria dos sites hoje em dia, incluindo a gente! – talvez não fique tão contente. Quando o conteúdo de alguns dos maiores sites de notícias do planeta estiver hospedado nos servidores do Facebook, por que você vai clicar em um link para sair da rede social, como um homem das cavernas?

Os sites mais populares no Facebook passaram por uma queda de tráfego nos últimos meses, após mudanças no algoritmo. Pouco a pouco, a rede social vem favorecendo conteúdo que não faz você sair dela. Dito desta forma, parece algo óbvio: afinal, eles podem ganhar mais dinheiro se mantiverem os usuários entretidos sem despachá-los para outro site.

A maioria dos sites depende de propagandas para continuar existindo. Os Instant Articles terão propagandas, exibidos através da rede de anúncios do Facebook (é claro), e a rede social dará 100% da receita para o dono do conteúdo… por enquanto. A empresa é conhecida por mudar de ideia quando quer! O Facebook também promete que seu algoritmo não vai favorecer os Instant Articles.

Resta ver se este experimento será bem-sucedido, mas se ele funcionar tão bem como o esperado, o Facebook terá um poder ainda maior sobre outros sites – e haverá menos motivos para os usuários saírem do feed. [Facebook via Re/code]

Facebook Instant Articles (4)
Fotos por Facebook, sua única fonte de conteúdo