A startup Magic Leap está fazendo um barulho há um tempo com a promessa de oferecer óculos de realidade mista com efeitos super reais. Até o momento, a empresa fez testes públicos limitados e um ou outro teste com TVs internacionais, como um feito com a NBA. No Brasil, no entanto, é possível ver um teste na TV aberta quase que diário. No caso, no programa Central da Copa, da TV Globo.

Este é o primeiro headset da Magic Leap e é feio pra caramba

A princípio, devo confessar, achei esquisito o Tiago Leifert, o apresentador do programa, colocar um par de óculos Magic Leap One, e, do nada, começar a serem exibidos uns ursinhos dançarinos. Depois, vendo alguns programas anteriores, deu para notar que o próprio Leifert fez uma rápida introdução, dizendo que ia vestir óculos de realidade mista, que as pessoas em casa veriam animações e que no estúdio só ele veria o que está acontecendo por estar com o acessório — óbvio que a plateia deve acompanhar por um monitor as ações dos personagens de realidade virtual.

Os ursinhos podem fazer flexão ao comando do apresentador. Crédito: Reprodução/TV Globo

Questionada pelo Gizmodo Brasil, a Magic Leap informou que a “TV Globo é um dos parceiros da empresa e que o headset Magic Leap One tem sido exibido em segmentos divertidos na programação sobre Copa do Mundo”.

O interessante da realidade mista é que as animações conseguem interagir com nossa realidade. Então, no programa da TV Globo, a tecnologia da Magic Leap é utilizada para reproduzir uns ursos e uma versão do Neymar em realidade virtual. Eles conseguem dançar e fazer uma série de ações ordenadas pelo apresentador (como dançar ou driblar).

via GIPHY

O nível de interação entre o apresentador e as figuras é muito simples, o que é um pouco frustrante. O kit do Magic Leap One conta com uma espécie de controle em que seria possível executar comandos. Porém, no programa, Leifert só veste o acessório e faz comandos de voz, o que leva a crer que alguém vai ativando funções pré-determinadas.

Pode parecer esquisito a TV Globo utilizar o acessório, mas a companhia é uma das investidoras da empresa. No ano passado, o Grupo Globo participou de uma rodada de investimento que somou US$ 502 milhões, o que levou a Magic Leap a alcançar um valor de mercado de US$ 6 bilhões.

A Magic Leap começou a fazer algum barulho na mídia há quatro anos. A empresa vendia a ideia de revolucionar a realidade mista com uma tecnologia chamada digital ligthfield, que consegue enganar o cérebro e fazer projeções parecerem reais. A companhia recebeu investimentos de empresas gigantes — como Google, Warner, Alibaba —, porém demorou para mostrar um produto, o que levantou dúvidas sobre a maturidade do desenvolvimento da solução. Isso começou a mudar no ano passado, quando a empresa começou a fazer mais demonstrações e apresentou o Magic Leap One, o acessório usado pelo apresentador da TV Globo. Alguns desenvolvedores vão começar a trabalhar com aplicações para ele neste ano.

Por ter investimento de uma empresa local, quem sabe a gente não fica sabendo antes de algo sobre aplicações do óculos de realidade mista da Magic Leap?

Todas as imagens: Reprodução/TV Globo