Quando o Google, inesperadamente, liberou imagens do Pixel 4 no mês passado, uma das grandes revelações foram as câmeras traseiras duplas. O fato de a empresa finalmente se juntar às outras fabricantes, como Apple, Samsung, Huawei e LG, com um modelo com mais de uma única câmera gerou empolgação e especulações sobre como elas funcionariam. Até agora, tudo não passava de teorias e rumores, mas um novo vazamento indica que elas podem ter sido desenvolvidas para a captura de imagens em modo retrato, mas não para imagens mais amplas.

De acordo com o XDA Developers, um build do aplicativo Google Camera em uma versão vazada do Android Q continha códigos de referência que mencionavam o termo “telephoto”, indicando que o foco será o modo retrato. O The Verge aponta que, embora os modelos atuais da linha Pixel já tenham a capacidade de gerar fotos em modo retrato com ótima qualidade devido à fotografia computacional do Google, as imagens tiradas com duas câmeras de um iPhone são muito mais realistas, dado que as informações de profundidade são obtidas da câmera dupla. Com o Pixel 4, o Google parece estar subindo um patamar para tentar alcançar seus concorrentes no quesito câmera.

Ainda assim, ao que tudo indica, a câmera do Pixel 4 não será capaz de tirar fotos em ângulos ultra amplos, deixando o Google para trás em relação a empresas como Samsung e LG. Até a Apple deve incluir uma câmera de captura mais ampla em seu modelo de três câmeras ainda este ano.

Outro ponto relevante identificado no código do aplicativo Camera é que ele refere a uma câmera infravermelho frontal. As imagens do Pixel 4 liberadas no mês passado já revelaram que o aparelho não terá um sensor de impressão digital na parte de trás, o que indica que o seu recurso de reconhecimento será por meio da tecnologia Project Soli do Google.

[The Verge]