O Google anunciou uma parceria com a Fiat Chrysler Automobiles para desenvolver carros autônomos. É a primeira vez que eles trabalham diretamente com uma fabricante de automóveis para criar esses veículos.

>>> Android Auto chega ao Brasil em carros da Volkswagen, Chevrolet e Honda
>>> Dona do Google teria 100 pessoas trabalhando para criar uma cidade do futuro

A Chrysler vai fazer 100 minivans híbridas Pacifica 2017, que ganharão as estradas até o final do ano. Além de passear por Mountain View, onde fica a sede do Google, os veículos irão para outras cidades de teste, como Austin, Phoenix e Kirkland, Washington.

As minivans se juntarão aos outros carros da frota autônoma do Google, que inclui híbridos modificados da Lexus e os veículos personalizados que o próprio Google fez.

Em comunicado, a empresa diz:

A Fiat Chrysler vai projetar as minivans para facilitar a instalação de nossos sistemas de condução autônoma, incluindo os computadores com nosso software de condução, e os sensores que permitem que o nosso software veja o que está na estrada ao redor do veículo. O design da minivan também nos dá a oportunidade de testar um veículo maior, que poderia ser mais fácil para os passageiros entrarem e saírem, especialmente com recursos como portas deslizantes que abrem sem maçaneta, através de sensores.

Por terem mais assentos, as minivans autônomas podem ser facilmente compartilhadas, o que lhes permite funcionar mais como um transporte público. É uma ideia que Elon Musk também está explorando: veículos autônomos compartilhados são o futuro.

A decisão de usar minivans também enfatiza o objetivo que sempre esteve por trás do projeto de carros autônomos do Google: permitir independência para pessoas cegas, surdas ou com deficiência. Uma minivan pode ser facilmente adaptada para cadeiras de rodas e outros dispositivos de assistência, que vão ajudar as pessoas a entrar e sair do veículo facilmente.

A parceria do Google com a Fiat Chrysler é a mais recente colaboração entre empresas de tecnologia e fabricantes de automóveis. Em janeiro, a GM e a Lyft (concorrente do Uber nos EUA) anunciaram uma parceria. Em abril, a Toyota reforçou um acordo com a Microsoft para criar carros conectados mais inteligentes e resolver desafios da condução autônoma.

E, também no mês passado, formou-se um novo consórcio de carros autônomos que atualmente inclui a Ford, Volvo, Google, Lyft e Uber, para ajudar a avançar as leis nos EUA e colocar esses carros na estrada.

[Google e USA Today]

Foto por Paul Sancya/AP