Em 2011, o Google começou a vender músicas nos EUA. Desde então, o Play Música cresceu e se expandiu para mais de 40 países. Agora é a vez do Brasil recebê-lo – mesmo que começando de forma limitada.

O Google Play Música foi lançado hoje no país, e consiste em três serviços: enviar até 20.000 músicas para a nuvem; comprar músicas e álbuns completos; e fazer streaming de um catálogo do Google com 25 milhões de músicas.



Todo mundo pode enviar músicas para a nuvem ou comprar faixas – explicamos isso neste tutorial. O streaming, no entanto, está limitado apenas para alguns clientes da Samsung. Serão duas fases:

  • donos do Galaxy S5, S5 Mini, S5 Duos, Galaxy S4 e tablets Galaxy Tab S comprados a partir de hoje (22) poderão fazer streaming de graça por seis meses (que começam a contar a partir da ativação);
  • a partir de 1º de novembro, todo mundo que possui (ou que comprar) um smartphone ou tablet da Samsung, ou até mesmo um alto-falante Bluetooth da linha Samsung Level, poderá usar o streaming de graça por três meses.

Vale lembrar que o streaming do Play Música não estará restrito aos dispositivos da Samsung: após fazer a autenticação em um Galaxy, você pode acessar o serviço através da web e de smartphones/tablets Android de outras marcas.

E para quem não tem dispositivos da Samsung? Um executivo do Google diz à Exame que o streaming do Play Música chegará a todos os usuários Android até o final do ano, mas “ainda não temos uma data, nem o preço da assinatura”. Nos EUA, o Play Music All Access custa US$ 9,99 mensais.

Depois desta parceria com o Google, parece que a Samsung desistiu de lançar seu serviço Milk no Brasil. A empresa havia dito que ele estrearia por aqui ainda este ano, sem data definida. Agora, a coreana diz que “não há planos” de fazer isso.

Divulgação

Como funciona

O Play Música é um serviço três-em-um. Você pode enviar, de graça, até 20.000 músicas do seu computador: assim, você poderá ouvir em qualquer lugar as faixas que não estão no catálogo do Google. Se estiverem no catálogo, o Music Match aumenta a qualidade da faixa para 356 kbps, e completa a faixa com metadados (informações detalhadas, capa do álbum etc.).

Também é possível fazer streaming de um catálogo de 25 milhões de músicas, incluindo de gravadoras nacionais, semelhante ao Spotify e Deezer. Como o streaming é pago, você pode ouvir músicas offline. O Play Música ainda serve como loja para você comprar músicas, tal qual o iTunes.

O serviço oferece playlists e rádios, e pode oferecer sugestões bacanas de música porque vem aprendendo seus gostos há tempos, através do YouTube.

Em 2012, Hugo Barra – então no Google – prometeu que o Google Play venderia livros e músicas no Brasil “em alguns meses”, e seria possível adquiri-los pagando direto na conta do celular, sem usar cartão de crédito. No mesmo ano, só chegaram os livros – e o app do Play Música, sem a loja. Ady Harley, diretor de parcerias musicais da Google Play, diz à Exame:

Estamos trabalhando nesse lançamento desde novembro de 2012. Precisamos de tempo para garantir que a oferta de música local estivesse à altura da música brasileira.

Dado que o serviço estará facilmente disponível para os milhões de usuários de Android no Brasil, ele pode ter uma chance de peitar Spotify e Deezer por aqui – mas ainda estamos curiosos pelo valor da assinatura por aqui. [Exame e iG Tecnologia]

Atualização (16h37): A Samsung esclarece que apenas alguns aparelhos comprados a partir de hoje têm acesso ao streaming. O texto foi atualizado.