Dez meses após seu lançamento, a operadora móvel do Google – chamada Project Fi – acabou com o esquema de convites e agora está aberta a todos nos EUA.

>>> Por que o Project Fi do Google pode substituir planos tradicionais de operadora

O serviço requer um dos dispositivos Nexus mais recentes, mas o Google está oferecendo o Nexus 5X a um preço impressionante – apenas US$ 199 – para mais pessoas se inscreverem.

O Project Fi cobra US$ 20 por mês e oferece ligações ilimitadas dentro dos EUA, SMS ilimitado para todo o mundo, e cobertura em mais de 120 países – no exterior, as ligações custam 20 centavos de dólar por minuto.

A parte mais interessante sobre o Project Fi está nos planos de dados. Ele cobra um preço competitivo de US$ 10 por gigabyte, e os dados que você não usar são creditados de volta na sua conta a US$ 10/GB — cada centavo. (Você também pode usar esses dados fora dos EUA sem custo adicional, porém com velocidade limitada a 256 Kbps.)

Além disso, o Google ajuda você a economizar dados com o Wi-Fi Assistant, que se conecta automaticamente a hotspots públicos de alta qualidade e protege sua conexão.

Teste do Project Fi (3)

O Project Fi requer um Nexus 5X, 6 ou 6P para funcionar. No entanto, depois que você se torna cliente, é possível pedir um chip adicional para seu tablet 4G; ele desconta da sua franquia de dados à mesma taxa de US$ 10 por gigabyte. Isto funciona em tablets Nexus, iPads, e até mesmo carros conectados.

Como se não bastasse tudo isso, o Project Fi ainda tem um ótimo atendimento ao cliente. O suporte está disponível 24/7 através de telefone, chat e e-mail; e em 95% das vezes, você chega a um atendente real (em vez de uma voz robótica) em até vinte segundos. Nosso colega Darren Orf, do Gizmodo americano, teve problemas técnicos com o Fi, mas diz que o serviço “tem um dos melhores atendimentos ao cliente com os quais já lidei”.

Como o Project Fi funciona? O Google não espalhou torres de celular pelo mundo: em vez disso, a empresa criou uma operadora móvel virtual (MVNO), combinando as redes das americanas Sprint e T-Mobile. O serviço é feito para alternar entre as redes e sempre encontrar o sinal mais forte.

Esta é mais uma forma em que o Google repensa serviços de internet. Nos EUA, existe também o Fiber, que oferece internet de 1 Gbps a US$ 70 mensais (ou 5 Mbps por uma taxa única de US$ 300, sem mensalidade).

[Google]