Por melhores que o OnePlus 8 e OnePlus 8 Pro sejam, o OnePlus Nord pode ser o celular mais animador do ano para a empresa. O Nord não apenas inclui muitas das especificações e características que adoramos no OnePlus 8, mas sua combinação de preço e componentes também representa um retorno às origens para a OnePlus, cujos telefones têm se tornado cada vez mais caros nos últimos anos.

Custando a partir de € 400 (cerca de R$ 2.390, na cotação atual), ele vem com processador Qualcomm Snapdragon 765G, 8 GB de RAM e 128 GB de armazenamento – ou € 500 (R$ 2.990) para a opção com 12 GB de RAM/256 GB de armazenamento, o Nord está no segmento de intermediário premium, que tinha sido a área de especialização da OnePlus quando a empresa começou sua jornada.

Uma das características mais importantes, no entanto, é que graças ao chip Snapdragon 765G, o OnePlus Nord tem suporte tanto para redes 4G quanto 5G. Isso é interessante porque, até agora, os smartphones 5G tinham preços mais próximo da marca de US$ 1.000 (que são vendidos na casa dos R$ 8.000 no Brasil).

Tela do OnePlus Nord Colocar um display de 90Hz em um celular dessa faixa de preço é bastante atraente. Crédito: Sam Rutherford/Gizmodo

Por esses preços altos, é difícil se encantar com a possibilidade do 5G, ainda mais sabendo que as redes ainda não estão prontas. Porém, se você tiver a opção de um modelo um pouco mais barato, como este que custa € 500, faz mais sentido escolher pelo modelo que traz melhor compatibilidade e que deve te atender por mais tempo no futuro.

Além disso, o OnePlus Nord tem basicamente o mesmo módulo de câmeras do OnePlus 8, que consiste de uma câmera principal de 48-MP, uma câmera ultra-angular de 8-MP, um sensor macro de 2-MP e uma câmera de profundidade de 5-MP para auxiliar nos efeitos de retrato.

Embora eu tenha feito algumas críticas em relação às câmeras do OnePlus 8 quando eu o analisei no último trimestre, é preciso levar em consideração que o módulo agora está em um smartphone que custa a metade do preço – então há um peso diferente aqui.

Além das câmeras, o Nord também vem com uma série de recursos que você raramente encontra em telefones de gama média, incluindo duas câmeras frontais (principal de 32 MP e outra grande angular de 8 MP), um sensor de impressão digital óptico na tela e, o mais importante, um display AMOLED de 6,44 polegadas com uma taxa de atualização de 90Hz.

A única coisa que falta no Nord é um slot de cartão microSD para armazenamento expansível, uma entrada para fone de ouvido e uma certificação oficial de resistência à água.

A OnePlus manteve muitas de suas pequenas características, como o botão deslizante de alertas e o Android limpo. A companhia promete fornecer suporte para pelo menos dois anos de atualizações do Android e três anos de patches de segurança.

Até mesmo o design do Nord é interessante, com a OnePlus optando por um belo vidro azul em pó que inclui uma pintura colorida na faixa metálica que corre ao longo da parte externa do celular. E se azul não for o seu estilo, o Nord também será vendido na cor cinza.

Embora eu ainda não tenha tido tempo suficiente para me aprofundar muito no Nord, o tempo que passei com ele até agora gerou boas impressões, parece um aparelho quase ideal para essa gama intermediária. Tem ótimas especificações, boas câmeras e suporte para 5G sem pesar tanto no bolso.

Para consumidores nos EUA, o Nord tem um aspecto negativo quando se trata de 5G. As bandas compatíveis são Sub-6GHz, ou seja, aquelas que operam entre entre 3 e 6 GHz – no caso da terra do tio Sam, as bandas mais importantes não estão nessa faixa. O aparelho não é vendido oficialmente no Brasil e quem pensa em importar precisa levar isso em consideração, caso esteja de olho no 5G (que ainda está longe de chegar oficialmente por aqui) – em terras brasileiras serão leiloados espectros nas faixas dos 700 MHz, 2,3 GHz, 3,5 GHz e 26 GHz.