Após especulações e fotos vazadas, a Huawei finalmente lançou seu smartphone Mate 30 em um evento em Munique, na Alemanha, nesta quinta-feira (19).

Foram apresentados três aparelhos: Mate Pro 30, Mate 30 e a edição especial Mate 30 Porsche Design. Os três novos celulares utilizam o chip Kirin 990, da Huawei, com suporte para 5G. Dentre as novidades comuns entre os aparelhos, está o fato de os dispositivos não terem botões físicos e contarem com quatro câmeras na traseira — a exceção é o Mate 30 convencional que conta com três.

Mate 30 Pro

O Mate 30 Pro é o topo de linha da Huawei e foi o foco do evento. Em comparação ao Mate 30, sua tela é um pouco menor, com 6,53 polegadas e com um notch menor. O painel é Flex OLED, com tecnologia Screen Sound e sensor de movimento que permite controlar o aparelho com gestos. Ele é alimentado pelo chip Kirin 990 da Huawei, com 8 GB de RAM e opções de 128 GB e 256 GB de armazenamento. A bateria é de 4.500 mAh, suportando os padrões de carregamento rápido de 40W (com fio) e 27W (sem fio). O celular também é à prova d’água e poeira, com certificação IP68.

Huawei Mate 30 de lado

A Huawei ainda afirma que o Mate 30 Pro integra 14 antenas 5G, tendo a melhor conexão do mercado, com velocidade 50% superior ao Galaxy Note 10+ da Samsung.

As câmeras são outro destaque do Mate 30 Pro, capazes de filmar em resolução 4K a 60 fps. São quatro sensores na parte de trás, incluindo uma câmera com lente super wide-angle de 40 megapixels (f/1.8), uma wide-angle de 40 megapixels (f/1.6; OIS), e lente telefoto de 8 megapixels (f/2.4; OIS), além de um sensor de profundidade 3D. A câmera selfie possui um sensor de 32 megapixels (f/2.0).

Detalhes da câmera do Mate 30 Pro

Em termos de design, serão seis opções de modelos. As versões de metal, vêm nas cores preto, space silver, cosmic purple e emerald green. Já o material em couro vegano tem as opções laranja e forest green.

O Mate 30 Pro de 8 GB RAM com 256GB de armazenamento custará 1099 euros. Já a versão com 5G sai por 1199 euros. A edição especial Porsche Design de 12 GB RAM e 512 GB de armazenamento é a mais cara de todos, saindo por 2095 euros.

Mate 30 Porsche

Mate 30 

O Mate 30 tem especificações similares ao Pro, mas com tela AMOLED Full HD de 6,62 polegadas e bateria de 4.200 mAh.

Em relação às câmeras, haverá uma lente tripla na parte traseira, com os seguintes sensores: lente super wide-angle de 16 megapixels (f/2.2), wide-angle de 40 megapixels (f/1.6; OIS) e lente telefoto de 8 megapixels (f/2.4; OIS). Na parte da frente, há uma câmera selfie de 24 megapixels com abertura f/2.0.

O Mate 30 de 8 GB RAM e 128 GB de armazenamento custará 799 euros.

Sistema Operacional

O sistema operacional do Mate 30 e suas variações é o Android 10, mas não conta com os apps e serviços do Google, como já acontece no mercado chinês.

Segundo o Gizmodo ES, os usuários poderão baixar aplicativos por uma loja própria da Huawei chamada App Gallery. Porém, isso não impede os usuários de baixarem um app no formato APK. Isso tudo está rolando por causa da briga entre EUA e China e pelas medidas adotadas pelo governo norte-americano contra a Huawei, ainda que a proibição tenha tido um adiamento.

Por cima do sistema operacional, vem a interface gráfica da Huawei EMUI 10, e a marca chinesa promete algumas melhorias para o novo smartphone. Além do modo escuro — presente na maioria dos sistemas modernos —, a interface tem uma melhor integração com laptops chamada multi-screen collaboration. Dessa forma, será possível facilmente acessar a tela do celular no computador e arrastar fotos, músicas, textos ou documentos de um aparelho para outro. Além de conseguir enviar mensagens do telefone pelo computador ou mesmo usar apps diretamente na tela do computador.

A interação foi toda repensada nos Mate 30. Isso porque a Huawei eliminou os botões físicos do dispositivo. Então, para aumentar ou reduzir o volume, é necessário deslizar o dedo na lateral. Será possível também controlar, por exemplo, a rolagem de páginas usando gestos.

A plataforma também ganhou algumas mudanças de design. Agora, a interface conta com o que a empresa chama de magazine layout, que é uma disposição de ícones e recursos como de uma revista, sem contar que a tela dele fica sempre ligada.

Interface EMUI 10

Para quem usa o smartphone e se incomoda com a vida própria que alguns têm em rotacionar a tela de forma esquisita, a Huawei implementou na EMUI um sistema inteligente que consegue saber, por exemplo, se você está deitando e já adapta a orientação da tela automaticamente.

A Huawei também falou sobre segurança e privacidade. A companhia diz que a EMUI, por exemplo, avisará de apps que ficam checando a localização do usuário, possibilitando o bloqueio de tal serviço. Ainda sobre isso, a empresa informou que sua plataforma tem um sistema que reconhece o rosto do usuário e exibe um preview de alguma mensagem — caso seja detectado um outro rosto no campo de visão da câmera frontal, o sistema esconderá a pré-visualização.