Em mais uma tentativa de coibir a desinformação e spam, o Instagram anunciou que irá solicitar alguns documentos que comprovem a identidade de pessoas que gerem contas sinalizadas com atividade suspeita.

De acordo com o anúncio da rede social, essa confirmação de identidade acontecerá quando identificarem “um padrão de um possível comportamento não autêntico” para “entender melhor quando as contas estão tentando enganar os seguidores, responsabilizá-las e manter a nossa comunidade segura.”

O Instagram não é muito específico sobre os critérios para sinalizar comportamento não autêntico, mas indica que são raros os casos. Eles incluem contas possivelmente envolvidas em comportamento não autêntico coordenado, como aconteceu recentemente com perfis e páginas no Facebook e Instagram que criaram pessoas fictícias fingindo ser repórteres e faziam publicações de conteúdos e gerenciamento de páginas fingindo ser veículos de notícias.

Além disso, se a maioria dos seguidores de uma pessoa está em um país diferente da localização dela ou se forem identificados comportamentos automatizados, o mecanismo de verificação de identidade entrará em ação.

A rede social irá contatar o dono do perfil e solicitar um documento que comprove a identidade, como RG, CNH, título de eleitor, entre outros.

Se a pessoa confirmar as informações, poderá continuar usando o Instagram normalmente “a menos que exista algum motivo para investigar mais”, segundo a companhia. Caso a identidade não seja confirmada, o alcance da conta pode ser reduzido ou poderá ser desativada por completo.

O Instagram afirma que os documentos serão apagados em até 30 dias após a conclusão da análise.

Essa é mais uma tentativa de coibir a desinformação nas plataformas do Facebook. Recentemente a companhia anunciou que anúncios políticos nas redes também precisariam passar por uma verificação de identidade. A companhia tem sido pressionada por grandes anunciantes para tomar ações mais severas contra as campanhas de desinformação e o discurso de ódio – mesmo assim, tem registrado recordes de receitas.