Inteligência artificial gera possíveis cenários por trás de pinturas famosas

Recurso expande as bordas de pinturas ou cenas famosas a partir usando o DALL-E, plataforma de inteligência artificial da OpenAI. Confira
Inteligência artificial gera possíveis cenários por trás de pinturas famosas
Imagem: DALL-E/OpenAI/Divulgação

Sempre quis saber o que havia por trás das grandes pinturas ou cenas famosas da cultura pop? A inteligência artificial dá uma mãozinha nisso. A OpenAI, laboratório de pesquisa sem fins lucrativos, adicionou uma nova função no sistema DALL-E que permite recriar o cenário por trás de cenas conhecidas bem pelo público. 

O recurso impressiona ao conseguir criar um cenário completo mesmo com informações limitadas fornecidas pelo retrato. A plataforma usou como exemplo a pintura “Moça com brinco de pérola”, de Johannes Vermeer, concluída em 1665. 

Apesar de ter poucas informações, o sistema consegue combinar o estilo do pintor holandês no resto do quadro, com sombras e destaques que emulam o quadro original. Veja o resultado abaixo.

O sistema, porém, ainda não gera todas as extensões de tela sozinho. Como o DALL-E é uma plataforma de inteligência artificial que constrói imagens a partir de textos, o modelo exigiu que humanos descrevessem os novos visuais por trás das pinturas. 

Ainda assim, é um processo mágico que já ganhou o coração de muitos usuários. No Twitter, perfis mostraram suas “obras de arte expandidas”. Veja alguns exemplos: 

Mona Lisa Apocalíptica 

 

Cenário do Paramount de longe 

Tem mais alguém na Abbey Road… 

https://twitter.com/spetznatz/status/1565450257944612864?s=20&t=Bq4b6ciX428Exc-V2rMCvg

Como criar novas pinturas com inteligência artificial?

O DALL-E está disponível em versão beta. Há pouco mais de 1 milhão de usuários com acesso ao sistema. Cada um pode gerar 50 imagens gratuitas no 1º mês e 15 em cada mês a seguir. O sistema permite a compra de 115 imagens extras por US$ 15 (cerca de R$ 80). 

A OpenAI lançou o DALL-E em abril deste ano. A instituição não tem fins lucrativos e conta com o apoio financeiro do bilionário e dono da Tesla, Elon Musk. O laboratório também desenvolveu o GPT-3, plataforma que cria textos de marketing automaticamente.

Depois de abril, outras empresas de tecnologia também passaram a investir em seus próprios algoritmos geradores de imagem. O Google, por exemplo, lançou o “Imagen”, que, assim como o projeto da OpenAI, é capaz de gerar quase todo o tipo de imagem com uma breve descrição em texto.

O gigante mais recente a entrar na onda é o TikTok, que lançou o efeito “AI Greenscreen” em 15 de agosto. O recurso permite que usuários escrevam na tela o que querem ilustrar. A partir disso, a inteligência artificial fabrica uma imagem da cena. O limite? O que sua imaginação mandar.

Assine a newsletter do Gizmodo

Julia Possa

Julia Possa

Jornalista e mestre em Linguística. Antes trabalhei no Poder360, A Referência e em jornais e emissoras de TV no interior do RS. Curiosa, gosto de falar sobre o lado político das coisas - em especial da tecnologia e cultura. Me acompanhe no Twitter: @juliamzps

fique por dentro
das novidades giz Inscreva-se agora para receber em primeira mão todas as notícias sobre tecnologia, ciência e cultura, reviews e comparativos exclusivos de produtos, além de descontos imperdíveis em ofertas exclusivas