A Apple ainda não anunciou oficialmente a data de seu evento de segundo semestre, em que novos iPhones são tradicionalmente lançados, mas isso não impediu que os detetives da internet tentassem obter algumas informações antes da hora. A última rodada de vazamentos sugere que a empresa pode ter alguns novos recursos sofisticados planejados para a tela e as câmeras do iPhone 12 Pro Max.

De acordo com uma fonte que enviou capturas de tela e vídeos para Jon Prosser, do canal Front Page Tech, uma versão de pré-produção ou modelo PVT (sigla em inglês para teste de validação de produção) do iPhone 12 Pro Max foi identificada com uma série de configurações sofisticadas para foco automático assistido por laser e LiDAR, um modo noturno aprimorado para fotos, controle de profundidade de bits em vídeos e até mesmo suporte para uma taxa de atualização de 120 Hz para a tela do telefone.

Captura de tela: Jon Prosser

Claro, esses são apenas vazamentos, não anúncios oficiais, e é importante lembrar que, como uma amostra PVT, este dispositivo se destina a testar recursos que podem ou não ser incluídos nas unidades finais que chegarão às lojas. Prosser afirma que, mesmo perto da apresentação, a Apple não decidiu as especificações de varejo do iPhone 12 Pro Max.

Além disso, também não está claro se esses recursos chegarão ao iPhone 12 Pro menor ou até mesmo ao iPhone 12 padrão, ou se eles estão reservados para a versão maior e mais cara. Isso também parece confirmar os rumores de que o lançamento oficial do novo aparelho chegará mais tarde do que o normal, em outubro ou até em novembro, dependendo do modelo.

A inclusão de uma configuração que ativa uma taxa de atualização de 120 Hz é especial porque rumores recentes indicam que esse recurso específico ainda não está decidido. Prosser também observou que, embora esta unidade PVT em particular tivesse suporte para uma tela de alta taxa de atualização, o mesmo não pode ser dito para todas as unidades iPhone 12 Pro Max PVT. A fonte do vazamento diz que apenas metade dos aparelhos de teste têm suporte a esse recurso.

Curiosamente, a descrição da configuração Adaptive Refresh diz que o dispositivo é capaz de “alterar a taxa de atualização de 120 Hz para 60 Hz de acordo com o conteúdo exibido na tela”, o que parece muito com a nova tela VRR apresentada no Galaxy Note 20 Ultra. Isso sugere que, como aconteceu nos anos anteriores, a Samsung Display pode ser a principal fornecedora de telas da Apple, pelo menos para o iPhone 12 Pro Max.

Quanto às câmeras, há uma longa lista de modos e recursos especiais de última geração, incluindo opções de vídeo para gravação em 4K/120 fps e 4K/240 fps e um botão para habilitar vídeo com maior profundidade de bits, o que permite que os usuários capturem um número maior de cores em comparação com as configurações padrão.

Quando se trata de fotos estáticas, o novo modo LiDAR CA permitiria ao iPhone 12 Pro Max usar lasers para obter foco automático mais rápido e nítido, enquanto o modo Enhanced Night parece estar um passo acima da configuração existente para fotos com pouca luz. Ela, aliás, requer que o iPhone seja montado em algo fixo como um tripé em algumas circunstâncias.

Isso significa que a Apple pode estar se preparando para incluir algo semelhante ao modo de astrofotografia que o Google colocou no Pixel 4, ou até mesmo uma configuração de foto de longa exposição mais geral, algo que eu esperava ver mais fabricantes fazendo. Existem ainda botões adicionais para algum tipo de Redução Avançada de Ruído e recursos extras de zoom.

Mais uma vez, como acontece com todos os vazamentos e rumores, é importante não considerar esta última rodada de informações vazadas como uma certeza escrita em pedra. Mesmo assim, como a fonte de Prosser capaz de forneceu capturas de tela e vídeo de um suposto iPhone 12 Pro Max com essas configurações, parece que a tela e as capacidades da câmera do próximo iPhone top de linha da Apple podem ser ainda melhores do que o esperado.