Este mês, a Microsoft confirmou que leu e-mails em uma conta privada do Hotmail, a fim de identificar um funcionário que vazou segredos do Windows 8 – a conta era de outra pessoa. A empresa disse, inicialmente, que tinha todo o direito de fazer isso, devido aos termos de serviço. Agora, eles voltaram atrás.

A Microsoft diz que não vai mais bisbilhotar o e-mail de seus usuários em casos criminais. Brad Smith, vice-presidente executivo da Microsoft, diz em blog oficial que a partir de agora, quando ocorrerem investigações, “não vamos nós mesmos inspecionar o conteúdo privado de um cliente. Ao invés disso, vamos recorrer às autoridades se forem necessárias novas medidas.”

É o que eles deveriam prometer desde o início. A medida vem após o Google lidar com o assunto de forma diferente.

Michael Arrington, ex-TechCrunch, diz que um funcionário do Google vazou informações para ele, mas logo perdeu o emprego – Arrington usava uma conta do Gmail. Ele alegou, então, que o Google espionou seus e-mails. A empresa nega fazer isso. O diretor jurídico Kent Walker diz ao Re/code:

“Mike faz uma alegação séria aqui – que o Google abriu e-mails na sua conta do Gmail para investigar um vazamento”, disse Kent Walker, diretor jurídico do Google, em comunicado. “Embora nossos termos de serviço possam legalmente permitir tal acesso, nunca fizemos isso e é difícil para mim imaginar circunstâncias em que iríamos investigar um vazamento dessa forma.”

Ainda assim, o jornalista Eric Eldon diz que funcionários do Google recomendam a ele “evitar o Gmail para fazer matérias sobre [a empresa]”. Afinal, as declarações acima são apenas uma promessa de que Google e Microsoft não vão bisbilhotar seu e-mail – depende de você confiar nelas ou não. Se elas derem uma olhadinha, isso não vai ferir os termos de serviço.

Vale notar que Yahoo e Apple também adotam termos semelhantes, se reservando a ler seu e-mail para “proteger direitos ou bens”, ou para “fins de segurança nacional e cumprimento da lei”. Se você não paga pelo produto, você é o produto, como sempre. [Microsoft; Valleywag]