As atualizações de segurança para o Windows 7 vão até o dia 14 de janeiro de 2020. Depois dessa data, a Microsoft interromperá o ciclo de updates e as chances de o sistema receber atenção se reservarão aos casos de falhas extremas, como aconteceu no ano passado com o WannaCry e o Windows XP.

• Você pode rodar o Windows 95 como se fosse um app no seu PC, Mac e até no Linux
• Google estuda adicionar Windows 10 como sistema secundário de Chromebooks

A companhia, no entanto, decidiu criar um plano de assinatura para algumas versões do Windows 7. Por uma taxa ainda não revelada, e que ficará mais cara a cada ano, os usuários poderão optar por receber atualizações até 2023.

O anúncio foi feito em uma publicação oficial da empresa e diz que as Atualizações Estendidas de Segurança para o Windows 7 serão vendidas em um modelo de serviço e estarão disponíveis para todos os consumidores que possuem o Windows 7 Professional e Windows 7 Enterprise. Essa assinatura garantirá ainda o suporte estendido ao Office 365 ProPlus.

Os valores ainda não foram revelados.

Os consumidores que utilizam o Windows 7 Home, versão comum entre os usuários domésticos, não terão essa opção de assinatura. Isso porque a medida da Microsoft é focada justamente para as empresas, que são mais vulneráveis a ataques e brechas de segurança e costumam adiar atualizações de sistema operacional por riscos de perda de compatibilidade de seus softwares.

O abandono do suporte ao Windows 7 parece natural, mas o sistema ainda é parte importante do ecossistema da Microsoft. De acordo com dados de agosto da StatCounter, essa versão do sistema ainda está presente em 38,6% dos computadores no mundo – é o segundo Windows mais popular, perdendo apenas para o Windows 10, que está em 48,1% das máquinas.

O prazo para atualizar do Windows 7 para o Windows 10 de forma gratuita acabou faz tempo, foi em julho de 2016. Se você quiser a mais nova versão do sistema operacional da Microsoft, precisará desembolsar R$ 559,99 pela versão Home ou R$ 809,99 pela Professional.

Entramos em contato com a assessoria da Microsoft no Brasil para saber mais sobre esses planos por aqui e atualizaremos a publicação quando obtivermos resposta.

Atualização 12/09 às 9h27 – A Microsoft Brasil nos enviou o seguinte posicionamento:

Conforme mencionado no blog, a Microsoft oferecerá as atualizações de segurança estendida do Windows 7 – Windows 7 Extended Security Updates (ESU) – até janeiro de 2023. Não temos informações adicionais sobre preços para compartilhar neste momento.

[Forbes, Microsoft]