Pesquisadores da Universidade Estadual da Carolina do Norte, nos EUA. desenvolveram uma garra mecânica flexível tão precisa a ponto de erguer uma gema de ovo sem quebrá-la.

Ela também é capaz de segurar um fio de cabelo. Essa leveza toda é para um futuro uso em ações robóticas e na biomedicina.

A garra é inspirada no kirigami, técnica japonesa que consiste no recorte e na dobra de papel para criar objetos tridimensionais, uma variação da técnica do origami.

Os pesquisadores utilizaram a técnica para criar folhas curvas tridimensionais para desenvolver um mecanismo preciso e ao mesmo tempo delicado. O kirigami não serve apenas para criar garras, mas também uma variedade enorme de objetos para diversas aplicações.

“Nossa técnica é um pouco mais simples do que as técnicas anteriores para converter materiais 2D em estruturas 3D curvas e permite a criação de uma ampla variedade de estruturas a partir de materiais 2D”, afirmou Jie Yin, co-autor do artigo que detalha a técnica e professor de engenharia mecânica e aeroespacial na Universidade Estadual da Carolina do Norte.

Assista abaixo a garra levantando uma gema de ovo:

A técnica pode ser usada para desenvolver diversos tipos de ferramentas para mover e transportar objetos muito frágeis. A vantagem da técnica na garra é que as tradicionais acabam pressionando o objeto, o que pode ocasionar danos, principalmente, se for frágil.

Uma das principais aplicações da técnica é na biomedicina. Os pesquisadores acreditam que o método possibilita a criação de uma série de utensílios que podem ser usados no tratamento de pacientes, como bandagens que se adaptam e se movem de acordo com o movimento das articulações.

“Pense em bandagens inteligentes ou dispositivos de monitoramento capazes de dobrar e se mover com o joelho ou cotovelo”, disse Yin.

O próximo passo é pensar em formas de aplicar a técnica no ambiente industrial e maneiras de desenvolver o uso terapêutico do produto, auxiliando na reabilitação de pessoas que sofreram acidentes.