A experiência de jogar no PC sempre foi inferior nos laptops em relação aos desktops. Você tem a conveniência de levar seus jogos para qualquer lugar, mas acaba sacrificando a jogabilidade pela mobilidade. É preciso rodar tudo em definição mediana ou até baixa; jogos mais novos podem engasgar; e você não pode atualizar o chip.

No entanto, com a mais nova linha de placas de vídeo móveis da Nvidia com arquitetura Pascal, tudo isso vai mudar. A empresa fechou o espaço que separava os jogadores de PC móveis e de desktop, e tornou a realidade virtual acessível a um público muito maior.

Nova placa de vídeo mais barata é a arma da AMD para a realidade virtual

A Nvidia veio fazendo alguns avanços impressionantes com placas de vídeo no ano passado. Anteriormente, chips gráficos para laptop – da série M – eram significativamente mais lentos do que seus equivalentes de desktop. É o preço que se paga pela mobilidade. Um chip GeForce 980M nunca seria tão rápido quanto uma placa GeForce 980.

Isso mudou no ano passado, quando a Nvidia conseguiu espremer uma placa para caber num laptop. A placa de vídeo 980 para laptops (não confunda com o chip 980M) era um monstro gastador de energia que consumia toda a bateria do seu laptop, mas era rápida, e foi uma prova de conceito bem bacana – a Nvidia conseguiu reduzir sua melhor placa para caber em laptops sem sacrificar o desempenho.

Até então, os chips para laptops sempre tinham um M no final para denotar o sacrifício no desempenho. No entanto, agora a Nvidia diz que a nova série móvel (1060, 1070 e 1080) é tão boa que o M não é mais necessário.

A diferença de desempenho entre uma placa Nvidia 1070 em seu laptop e no desktop deve ser mínima. Ambas devem entregar níveis semelhantes de quadros por segundo, o que significa que as coisas na tela se movem suavemente e naturalmente. Números mais altos são melhores, com 60 fps sendo ideal para a maioria dos jogadores, e 30 fps sendo apenas aceitável.

Benchmarks

Usando os benchmarks do Kotaku para a versão desktop da 1070, eu pude fazer uma comparação interessante. Eu usei o laptop MSI GT62VR com uma placa 1070.

nvidia 1070 (2)

Ambas não tiveram problema em chegar a 60 fps no jogo Witcher 3 em resolução 1080p. Isso é ótimo para o laptop, que possui tela Full-HD e taxa de atualização de 60 Hz – mais quadros por segundo seriam desperdiçados nele.

Em comparação, o chip 970M da geração anterior em 1080p, nas configurações mais altas, atinge apenas 33 fps. Isso é metade do que a nova geração é capaz de fazer.

Em minha TV 4K, o laptop conseguiu respeitáveis 30 quadros por segundo em Witcher 3 nas configurações mais altas – quase o mesmo framerate de seus programas de TV e filmes favoritos. Mas ele também parecia limitado a esse valor, provavelmente devido a drivers mais antigos. (A 1070 para desktops conseguiu 44 fps.)

nvidia 1070 (3)

Ambas as placas se deram igualmente bem com Rise of the Tomb Raider: nas configurações mais altas em 1080p, elas chegaram com folga a 60 fps e derrotaram os meros 41 fps da 970M.

Mas quando eu voltei para o 4K, a placa 1070 para laptop conseguiu apenas 30 fps novamente. A versão desktop se saiu apenas um pouco melhor: 39 fps.

Realidade virtual

Então, o que significa toda essa velocidade impressionante? A placa 1070 para laptop é tão capaz quanto a versão desktop em lidar com realidade virtual. A série 900M anterior era incrivelmente infeliz em VR. Certa vez, passei uma tarde longa e nauseante configurando um headset Oculus Rift em um laptop, apenas para descobrir que a taxa de quadros era tão ruim que eu queria vomitar.

A taxa de quadros é fundamental para a realidade virtual. Se as imagens na frente de seus olhos não forem atualizadas rápido o suficiente, seu cérebro vai começar a dizer que o que você está vendo é falso, causando náuseas.

Placas de vídeo prontas para VR em laptops não significam apenas que mais pessoas poderão usar realidade virtual, como também que mais pessoas poderão desenvolver para VR, então poderemos obter mais conteúdo desse tipo – ainda há pouco.

E o preço de entrada não é mais do que você gastaria normalmente em um laptop com placa de vídeo: nos EUA, a MSI vende um por US$ 1.600. No Brasil, a Avell tem modelos a partir de R$ 7.199; segundo a Nvidia, novas máquinas de diferentes marcas e modelos chegarão ao país em breve.

Assim, a façanha de engenharia da Nvidia é impressionante, mas a verdadeira magia virá no conteúdo produzido para as placas. A realidade virtual ficou muito mais acessível do que antes.