Já era hora de a Microsoft apresentar algo novo, e temos certeza de que o que está por vir é uma nova versão do Windows em um evento online programado para a semana que vem. Especificamente, esperamos ver o Windows 11, que promete trazer uma mudança expressiva no visual da plataforma — e bastante inspirado no recém-descontinuado Windows 10X.

Esta semana, alguns vazamentos deram uma prévia do que podemos esperar da transmissão, que acontecerá às 10h00, no horário de Brasília, na próxima quinta-feira (24). Além disso, a expectativa é que, com a chegada do Windows 11, o atual Windows 10 já tenha data para ser oficialmente encerrado, o que deve acontecer em 2025.

Então, sem mais delongas, listamos o que pode dar as caras no evento da Microsoft.

Vem aí o Windows 11 (ou Sun Valley)

Com base no que temos acompanhado até agora, o Windows 11 será uma atualização visual significativa. Originalmente apelidado de Projeto Sun Valley, circulam rumores de que a empresa implementará uma nova interface. Essa especulação se tornou ainda mais forte depois que a Microsoft oficialmente encerrou o Windows 10X, que foi concebido como uma versão do sistema operacional para uso em dispositivos de tela dupla, como o Surface Duo. No entanto, a empresa confirmou que incluiria a plataforma na próxima versão do Windows.

Este deve ser o visual do Windows 11, segundo uma versão de testes do sistema. Imagem: Baidu

Esperamos um sistema operacional compatível com tablet, laptop e desktop, com elementos visuais que proporcionam uma experiência multiplataforma. Um usuário do site chinês Baidu foi o primeiro a vazar capturas de tela do novo sistema, que inclusive já pode ser baixado em um modelo de testes e que ainda não foi finalizado.

Entre as principais novidades está a nova barra de tarefas, que agora fica centralizada, e não mais à esquerda da tela (embora seja possível retornar ao padrão atual); o fim do Live Tiles, que será substituído por widgets; janelas com cantos arredondados; ícones redesenhados; e a possibilidade e customizar o modo de visualização dos apps. Também será corrigido um bug em que os programas se reorganizam na área de trabalho após um período de inatividade.

Uma nova Microsoft Store

Junto com o novo visual do Windows 11, você pode apostar que a Microsoft anunciará a tão esperada reconstrução da loja de apps do Windows. A Microsoft Store chegou no Windows 8 em resposta aos ecossistemas de aplicativos unificados da Apple e do Google, quando o Windows Phone ainda era um projeto em andamento. Mas com o fim do sistema operacional móvel, a loja deixou de receber tanta atenção, se reduzido ao que conhecemos agora — um layout desajeitado, com apps que podem ser adquiridos de outras fontes confiáveis.

A empresa também mudará algumas de suas políticas de envio de aplicativos. Os desenvolvedores terão permissão para enviar apps de Win32 ainda não finalizados para a loja e hospedar atualizações em sua rede de entrega de conteúdo (CDN) preferida. Eles também podem usar uma plataforma de comércio de terceiros dentro de cada programa. A mudança deve simplificar o processo de envio para a nova loja de apps do Windows, dando a nós, os usuários, mais incentivos para usá-la com mais frequência e baixar coisas apenas por ela.

Uma nova fonte para o Microsoft Office

Imagem: Gizmodo

O Microsoft Office está disponível em plataformas fora do Windows, mas os dois ainda andam de mãos dadas. Como o Windows 11 está recebendo uma nova aparência, o Office também deve entrar nessa lista de atualizações, o que deve incluir uma nova fonte padrão para substituir a já conhecida Calibri. Enquanto o sistema não é lançado, você inclusive pode votar em qual fonte você gostaria de ver no novo Office. O resultado será finalizado em 2022, mas se você for assinante do Microsoft 365 já é possível experimentar um pouco de como isso deve funcionar.

Os AirPods finalmente funcionarão no Windows

Passando das mudanças estéticas para as mais práticas: se você é um usuário de iPhone ou iPad com AirPods que não funcionam bem com suas máquinas Windows, saiba que há uma luz no fim do túnel. Espera-se que a Microsoft use o evento da próxima semana para anunciar o suporte ao Advanced Audio Codec (AAC), o mesmo equipa os fones sem fio da Apple. Atualmente, o Windows é compatível com os formatos SBC e AptX por Bluetooth.

Também esperamos por alterações no menu de seleção de áudio, uma vez que sua iteração atual é confusa e complicada de usar.

Assine a newsletter do Gizmodo

De olho nos gamers

Jogos são outra parte significativa do próximo sistema operacional da Microsoft. A versão de testes já mostra títulos do Xbox Game Pass totalmente incorporados ao Windows 11, junto com links de compartilhamento social e acesso direto à loja dos console. A barra de jogos do Xbox e o modo de jogo do Windows parecem intocados, mas a Microsoft pode estar trabalhando em novidades que devem ser lançadas até o final deste ano. E quando a nova Microsoft Store estiver no ar, será interessante ver como a biblioteca da Steam se integra à nova interface.

Assinantes do Xbox Game Pass terão uma nova interface no Windows 11. Imagem: Joanna Nelius/Gizmodo

Ainda não há informações se haverá melhorias de performance para os jogos, pelo menos por parte da Microsoft. O foco está mesmo na construção de uma experiência unificada para jogadores de PC.

E tem mais?

A Microsoft já realizou sua conferência anual de desenvolvedores Build no início do ano, então é provável que não tenhamos horas e horas de anúncios para o Windows 11 no evento do dia 24 de junho. Em vez disso, a companhia deve reforçar os principais pontos revelados na Build, com uma atenção especial para a revisão de interface da plataforma e como a empresa desenvolveu o novo design. No mais, a experiência central do Windows que você já conhece, e às vezes usa com dificuldade para trabalhar ou jogar, deve permanecer intocada. O Windows Insiders provavelmente será o primeiro a contar com uma versão oficial de testes antes que o restante de nós tenha a chance de instalar o software em nossos PCs.