O iPhone 6S foi lançado nesta sexta-feira em doze países quebrando recorde de vendas, e traz algumas novidades interessantes: 3D Touch na tela, material mais resistente, câmera melhor, entre outros. Eis as nossas primeiras impressões.

Design

O iPhone nunca teve problemas em chamar a atenção dos seus futuros donos graças, em parte, ao seu design de alumínio. Assim como todos os outros iPhones da série S, este se parece muito com o modelo do ano passado, quase que exatamente, exceto por um milímetro aqui e uma grama ali.

Ah, e agora também existe uma opção em ouro rosa, e ela é bem bacana:

1449365704656878118

Além disso, ele continua incrivelmente fino, incrivelmente escorregadio e incrivelmente bem construído. Não existem diferenças visíveis. O que quer que tenha te impressionado no design do modelo do ano passado ainda se aplica aqui. É um ótimo celular de se olhar.

Então, todas as novidades ficam por conta das entranhas do aparelho e do iOS 9. Vamos dar uma olhada nisso.

A caminho de um iPhone mais útil

Eu sou, na maior parte do tempo, um usuário de Android, mas sempre apreciei o alto nível de polimento que a Apple aplica em seus celulares, tornando-os acessíveis até mesmo para usuários menos experientes. Ainda assim, um dos meus problemas pessoais com o iPhone é a completa impossibilidade de me tornar um power user (a não ser que eu faça jailbreak no celular).

Por exemplo, não posso personalizar a tela inicial, além apenas de mover os ícones. Os widgets (que só vieram no iOS 8) ficam todos presos no menu de notificações, e como um todo, o sistema operacional têm opções limitadas de otimização – bem diferente do Android.

1449365704977724198

Mas com o iPhone 6S rodando iOS 9, é possível ver uma mudança. É uma parceria entre hardware e software que acaba por fazer o iPhone parecer algo que pode ser otimizado de algumas maneiras. As duas poderosas atualizações são a Siri e o 3D Touch.

Todos os iPhones a partir do 4S podem ter acesso à nova Siri do iOS 9. A nova proatividade da assistente, que sugere apps, contatos, notícias e todo tipo de coisa de forma inteligente, é um exemplo da Apple estar se abrindo um pouquinho mais. Mas não se engane. Eu ainda prefiro um Google Now completamente integrado ao que a Apple está vendendo no momento, mas não deixa de ser um passo na direção certa.

Uma das novas funções mais legais do iPhone 6S é o 3D Touch: trata-se de uma nova camada multitarefa inserida no iOS 9 que faz uso do hardware do iPhone 6S. Um toque normal faz o que você já sabe — abre um app ou um atalho — mas um toque um pouco mais longo faz algo completamente diferente.

Em apenas 24h com o celular, já me sinto pensando na forma como devo usar um iPhone. Por exemplo, em vez de pensar “abra o Instagram”, já me lembro algumas das funções adicionais que um toque longo no 3D Touch faz, como “Mensagem Direta”, “Busca”, “Ver atividade” ou “Nova postagem”. Eu estou notoriamente fazendo mais em menos tempo. Economizar um pouco de tempo aqui e ali realmente cria uma experiência melhor. Quando o 3D Touch funciona, ele é muito, muito bom.

1449365705077622310

Com novos poderes, vem junto uma nova curva de aprendizagem. Por exemplo, nem todos os apps são criados de forma igual. Alguns deles não têm funções do 3D Touch — pelo menos por enquanto. É comum você dar um longo toque em um app e receber uma vibração do celular sem que nada aconteça. Saber quais os aplicativos que funcionam bem com o 3D Touch requer tentativa e erro, e enquanto a maioria deles ainda não fazem uso da função, é bem provável que eles o façam no futuro.

Além do 3D Touch, existem algumas outras novidades que podem me agradar com o tempo. Por exemplo, estou intrigado com o Live Photos, que são fotos animadas por breves segundos antes da imagem em questão ser mostrada — a HTC e a Nokia trabalham com este conceito há alguns anos. E o iPhone enfim é capaz de gravar vídeos em 4K, mas ainda não há muitas maneiras de rodar conteúdo em 4K.

1449365705417472806

O iPhone 6S parece um pouco mais maduro, um pouco mais poderoso e, honestamente, um pouco mais útil. Ele permite a alguém se tornar um usuário melhor de iPhone, ao introduzir os atalhos do 3D Touch e a inteligência integrada da Siri.