A Nike já não é mais a única a ter um sapato conectado e que se amarra remotamente. A Puma também está entrando na onda e anunciou o Fi, seu próprio tênis com um mecanismo de ajuste automático aos pés.

Ao contrário do Nike BB, específico para o basquete, o Puma Fi é voltado para treinos em geral e uso no dia a dia. O par custará US$ 330 (R$ 1.200, na cotação atual) e será lançado nos Estados Unidos entre março e junho de 2020.

O sistema de ajuste do calçado lembra bastante a tecnologia do Puma Disc, lançada em 1991. O motor de ajuste fica na parte de cima do tênis e tem luzes LED azuis para indicar o funcionamento e o nível de bateria. Para apertar ou deixar mais folgado, basta deslizar o dedo sobre o módulo que fica no topo.

Esse motor aperta o cadarço Dyneema, um tipo de tecido proprietário usado em linhas de pesca e itens do exército, que fica em volta do tênis.

Há ainda uma bateria removível dentro de um compartimento resistente à água na entressola. Você pode recarregar colocando o calçado em cima de um carregador Qi sem fio ou retirar a célula e colocá-la num case de recarga. A Puma diz que autonomia de bateria fica entre cinco e sete dias e a recarga completa demora entre 1h30 e 2h.

Existem três níveis de ajuste pré-configurado, mas uma vez que você define qual é o ideal para você ele reajusta os níveis mais folgados.

O Puma Fi ainda pode ser controlado pelo smartphone, mas o aplicativo está disponível apenas para iPhones. Pelo app você pode conferir o nível de bateria e fazer ajustes finos, apertando ou folgando cada um dos pés.

É legal vermos mais opções nesse ramo, especialmente considerando os preços das novidades. Para efeitos de comparação, o Nike Adapt BB que já começará a ser vendido nos Estados Unidos em fevereiro, custará US$ 350 (R$ 1.285, na cotação atual).

[Runner’s World]