Não são bons tempos para o Snap. A dona do Snapchat, que não vendeu quase nada do seu primeiro hardware, irritou grande parte dos seus fãs com o novo design – incluindo a modelo Kylie Jenner – e está agora na mira da cantora Rihanna. Ela pediu nesta quinta-feira (15) que seus seguidores deletassem o app depois de ver uma propaganda que fazia chacota do caso de violência doméstica que ela sofreu há alguns anos.

• O visual do Snapchat vai mudar por ser muito difícil de usar
• O CEO do Snapchat não está nem aí se você não gostou do novo visual do app

Snap deve lançar um novo Spectacles ainda este ano, mas não espere muitas mudanças



Em uma propaganda do Would You Rather?, um app de escolhas, era feita a pergunta: “Qual você prefere?”, e duas imagens eram mostradas logo abaixo da questão: uma da Rihanna, com o texto “esbofetear Rihanna”, e a outra com o rapper Chris Brown, acompanhada do texto “Socar Chris Brow”, como aponta o New York Times.

Snapchat, eu sei que você já não é o meu app favorito! Mas estou tentanto entender o motivo desta bagunça! […] Vocês gastam dinheiro animando algo que intencionalmente causaria vergonha em vítimas de violência doméstica e tiram sarro disso!

Em 2009, quando os dois formavam um casal, Rihanna foi fisicamente agredida pelo rapper. Imagens do rosto ferido da cantora surgiram pela internet, e Brown se declarou culpado no processo – ele serviu 108 dias de prisão em 2014.

Queda

Apesar da propaganda não ser do Snapchat, ela foi aprovada e disponibilizada pelo serviço. E o resultado? Nada bom: não se sabe quantas pessoas deixaram a rede por causa do pedido da cantora; sabe-se, no entanto, que as ações do Snapchat caíram 4,7% no pregão dessa quinta. Ai!

A rede se manifestou por meio de um comunicado, dizendo que a propaganda foi aprovada por engano, já que ela viola as diretrizes de publicidade do Snapchat. Ela foi removida, e a rede afirmou também nessa quinta que a publicidade “nunca deveria ter aparecido no serviço”.

É a segunda vez em menos de um mês que a rede irrita uma famosa. No final de fevereiro, o Snapchat foi alvo do desgosto da modelo Kylie Jenner, que não curtiu a remodelação imposta ao serviço no início deste ano e perguntou para seus mais de 24 milhões de seguidores no Twitter se alguém mais também havia deixado de usar a rede. “Ugh, que triste”, disse.

O resultado também não foi nada bom para o serviço, cujas ações despencaram 8,4% depois da modelo se manifestar negativamente sobre a rede.

Maus bocados

No geral, não tem sido um ano muito agradável para o Snap, e, não, isso não é só porque algumas famosas se irritaram com a rede.

Depois de perder uma grande parcela do mercado para o Facebook com as inúmeras cópias do Snapchat que a rede implementou, o serviço tentou inovar o aplicativo, com uma remodelação que separa a propaganda e o conteúdo de influenciadores do conteúdo produzido por seus amigos – o resultado não foi nada bom, fazendo surgir até mesmo um abaixo-assinado que colheu mais de 1 milhão de assinaturas.

Além disso, o Spectacles, os óculos-câmera do Snap, não venderam tão bem, e a companhia teve que gastar muito dinheiro para mantê-los em depósito. Boatos afirmam que uma nova versão do Spectacles chega ainda neste ano, mas talvez seja tarde demais para apenas um novo e simples hardware conseguir tirar a companhia do buraco em que ela continua a se enfiar.

[New York Times]