Com base em todos os vazamentos recentes do Pixel 3, tivemos uma ideia bem de como deverá ser o próximo smartphone do Google. E, com o grande lançamento da temporada da Apple marcado para a próxima semana, finalmente teremos detalhes oficiais sobre a suposta família de iPhone Xs também. Porém, nesta quinta-feira (6), uma imagem vazada que parece mostrar o próximo telefone da Nokia circulou pela rede, e aparentemente ele é um monstro completamente diferente de tudo que já vimos.

Para algumas pessoas, só de olhar para a traseira desse smartphone pode ser o bastante para invocar umas vibrações desconfortáveis de tripofobia. É como se uma cabeça de aranha-robô selvagem estivesse te encarando, composta por cinco lentes de câmera separadas, algo que quase certamente é um flash e um ponto restante que vai saber para que é que serve (foco automático a laser, talvez?).

Porém, depois que você se livra do medo, a ideia de equipar um smartphone com cinco câmeras não é na verdade tão ridículo. A Huawei já colocou três câmeras na traseira do P20 Pro, o que resultou em imagens bem impressionantes. Com cinco câmeras, a Nokia teria ainda mais flexibilidade sobre o tipo de fotos que seu próximo celular poderia gerar.

• Vazamentos dão alguma ideia de como devem ser o próximo iPhone e o Apple Watch

No P20 Pro, cada câmera tem um propósito diferente: um sensor monocromático para capturar detalhes extras, uma lente com zoom de 3x e um sensor RGB de 40 MP para lidar com o restante. Com duas câmeras a mais, a Nokia poderia ter uma dedicada para imagens de grande angular, enquanto uma outra poderia ser reservada especificamente para fotos em ambientes com pouca luz — algo que o OnePlus experimentou em seu OnePlus 5T.

Mas a perspectiva mais tentadora é se a Nokia puder combinar os dados de todos os seus sensores de câmera para alcançar resultados parecidos com os da câmera compacta Light L16, que permite aos usuários ajustar o foco e a profundidade de campo de suas fotos muito depois de a imagem ter sido capturada. A Nokia explorou uma tecnologia parecida por meio de seu app Refocus, lá em 2013, mas a adição de múltiplas câmeras poderia dar à empresa a capacidade de capitalizar em cima da promessa de uma configuração de câmera multilentes de uma maneira que a Light L16 nunca conseguiu.

Quando você junta esse vazamento com a reaquisição da marca comercial PureView pela Nokia, parece que a empresa pode ter algumas melhorias bem significativas vindo por aí em seu próximo aparelho. Bom, contanto que a Nokia não assuste todo mundo com esse visual de olhos esbugalhados antes.

[ithome, Twitter]

Imagem do topo: Getty