Os planos da SpaceX para construir um foguete reutilizável capaz de pousar na Lua e Marte fizeram um grande avanço nesta semana, após o primeiro teste bem-sucedido do sistema Starship.

A Starship fez seu voo de teste inaugural pouco depois das 21h (horário de Brasília) de terça, nas instalações da SpaceX em Boca Chica, no Texas, de acordo com a SpaceNews.

Após uma breve subida vertical, o veículo Starship SN5 se deslocou de forma diagonal em direção a sua plataforma de pouso pretendida, atingindo uma altitude máxima de 492 pés (150 metros), de acordo com a SpaceX. O protótipo então liberou seus seis suportes de pouso e realizou uma descida suave. Com seu invólucro metálico e forma cilíndrica, parecia como se um silo de grãos de aço tivesse subitamente subido aos céus.

Tudo isso não demorou mais que 45 segundos, mas este primeiro voo livre, ou teste de salto, marca uma grande conquista para a empresa espacial. O teste foi muito bem recebido pelo CEO da SpaceX, Elon Musk, que foi às redes sociais: “Marte está parecendo real”, tuitou.

O protótipo da nave Starship SN5, com seu motor Raptor solitário, é uma versão “pelada” da encarnação futura. Posteriormente, a Starship terá 50 metros de altura e funcionará tanto como o segundo estágio de um sistema de lançamento reutilizável quanto como uma nave espacial autônoma (um foguete SpaceX Super Heavy servirá como o primeiro estágio). Se a ideia de Musk se concretizar, a Starship será capaz de pousar e subir verticalmente na Lua ou em Marte, entregar suprimentos e carga, e até mesmo transportar mais de 100 passageiros.

A espaçonave tem uma chance de servir como sistema de pouso dos astronautas da NASA para a próxima missão Artemis, que busca levar humanos para a Lua já em 2024.

O teste bem-sucedido de aconteceu após uma série de contratempos e atrasos para a empresa, já que vários protótipos da Starship foram destruídos durante os testes. A Starship SN5 é uma extensão da Starhopper – um banco de testes do motor – que atingiu uma altura de 150 metros em agosto de 2019.

Não foram definidas datas para a próxima série de voos de teste da Starship, mas como Musk explicou em um tuíte, a empresa conduzirá “vários pequenos testes para suavizar o processo de lançamento, depois irá em alta altitude com flaps.”

A SpaceX está bastante atarefada. Além deste teste bem-sucedido, a empresa está saboreando a recém-concluída missão Demo-2 da NASA, na qual os astronautas Robert Behnken e Douglas Hurley foram lançados em direção a Estação Espacial Internacional a bordo de um SpaceX Crew Dragon. O lançamento da cápsula aconteceu no dia 2 de agosto no Golfo do México.

“Vamos para a Lua. Vamos ter uma base na Lua”, declarou Musk em uma cerimônia da NASA realizada no domingo passado para receber de volta os astronautas. “Vamos enviar pessoas a Marte e tornar a vida multiplanetária.”