A Ryonghung, uma companhia de tecnologia norte-coreana, recentemente anunciou um novo tablet. Ele parece muito com os estranhos e protegidos computadores que o país produziu no passado, com a adição de um novo e curioso detalhe: o nome. Ele se chama…. iPad.

• A internet da Coreia do Norte tem apenas 28 sites
• [Review] Galaxy Tab S3, o iPad Pro da Samsung, é fantástico

O novo Ryonghung iPad vem com um “CPU quad-core 1.2 GHZ, 1GB de RAM, um HD de 8 GB, conexão HDMI e vem com teclado e capacidade de “conexão de rede”, disse o NK News.

qdbfn2kqqlpzfwdvo4bx

Não são especificações impressionantes, e ele não chega nem perto do último iPad que a Apple vende. Mas o novo Ryonghung iPad parece quase idêntico ao tablet Android que apareceu nas lojas de eletrônicos da Coreia de Norte em 2013. A não ser pela violação do nome registrado da Apple.

Francamente, você precisa dar algum crédito para os norte-coreanos por ter a cara de pau de roubar o nome da companhia mais rica do mundo, aparentemente sem problema nenhum. Mas a Coreia do Norte tem o hábito de roubar as ideias da Apple, apesar dessa parecer ser a primeira vez que a companhia de tecnologia do país tenha roubado descaradamente um nome registrado.

Alguns anos atrás, um computador desktop que parecia muito com um iMac da Apple apareceu em uma feira de exposição em Pyongyang.

qjildn7guxurw7oczgc8

Imagem: KCTV

Na mesma época, a Coreia do Norte também criou uma cópia do OS X da Apple. O sistema operacional chamado “Red Star 3.0” podia até rodar uma versão do Windows, completo com papéis de parede pré-instalados de temas militares (você pode tecnicamente baixar esse software, mas você provavelmente não deveria). Kim Jong Un também foi fotografado com o que parece ser um iMac da Apple de verdade em sua mesa.

uonf9bwqf6ocbwuv0dfw

Não está claro que tipo de software o novo Ryonghung iPad roda, mas ele roda alguma coisa. “O Ryonghung iPad agora é popular entre os consumidores”, diz uma propaganda do novo tablet. “Ele pode fazer várias funções, como ler de diferentes fontes de informação digital, trabalho de escritório e documentação. E ele também tem mais de 40 aplicativos.” O material de propaganda sugere que aplicativos separados vêm em cartões SD, incluindo um programa de cultivo e algo chamado “Good Doctor 3.0”.

Então a Apple vai mandar seu exército de advogados para Pyongyang para defender sua marca? Quem sabe. Nós entramos em contato com a Apple e perguntamos. Nós vamos atualizar essa matéria se eles responderem.

[NK News]

Imagem do topo: Ryonghung / NK News