A TCL é uma das maiores fabricantes de telas do mundo, e esse é um assunto que atravessou de ponta a ponta a apresentação da empresa na CES 2021, da tecnologia miniLED das suas TVs a um novo tipo de e-ink colorida para seus tablets, passando por telas retráteis que podem ser enroladas. Aqui estão os destaques da marca.

TVs miniLED e 8K

O OD Zero é a terceira geração da tecnologia miniLED da TCL. O zero faz referência à distância de zero milímetro entre o painel LCD e a camada de iluminação com miniLED. Ela promete pretos mais escuros e cores mais brilhantes, formando imagens com mais nitidez.

A empresa também anunciou que suas TVs da série 6, uma das mais vendidas, estarão disponíveis com resolução 8K, além do tradicional 4K. Quem prefere telas gigantes também terá a coleção XL à disposição, com modelos que chegam a 85 polegadas em três opções: QLED 8K, QLED 4K e OLED 4K na série 4.

TCL mini LED
OD Zero. (Divulgação)

Outro destaque das miniLED é o modelo C825. Com resolução 4K, ele vem com HDMI 2.1 e 120 Hz, o que o deixa preparado para quem tem um console de última geração, seja o PlayStation 5, seja o Xbox Series X.

A empresa também anunciou que televisores com a plataforma Google TV, que promete integrar melhor os diversos serviços de streaming, devem chegar ao mercado em 2021.

Smartphones com 5G

A TCL também apresentou dois novos smartphones da série 20 — serão cinco, no total. O TCL 20 5G chega no exterior como um dos aparelhos mais baratos com o novo padrão de conexão, custando 300 euros. A título de comparação, um de seus concorrentes é o Moto One 5G Ace, que custa US$ 400, um pouco mais do que ele. Aqui no Brasil, os aparelhos 5G custam a partir de R$ 2.800.

O TCL 20 5G usa processador Qualcomm Snapdragon 690 — a família 600 é voltada para aparelhos intermediários, então você pode esperar um desempenho bom em atividades do dia a dia, mas nada muito impressionante em jogos, por exemplo. Ele tem suporte a 5G de frequências abaixo de 6 GHz, mas não ao mmWave, que oferece as velocidades mais rápidas.

TCL 20 5G. (Divulgação)

Em outras especificações, o TCL 20 5G traz tela FullHD+ de 6,67 polegadas, com tecnologia LCD e suporte a HDR10. Com relação a memórias, ele traz 6 GB de RAM e 128 GB ou 256 GB de armazenamento. A câmera é tripla e tem sensor principal de 48 megapixels, ultrawide de 8 MP e macro de 2 MP. A bateria tem 4.500 mAh.

A marca aproveitou para mostrar outro smartphone da série 20, o TCL 20 SE. Ele é bem básico e barato: com processador Snapdragon 460 e sem suporte a 5G, ele custa 149 euros. O TCL 20 SE conta ainda com 4 GB de RAM, versões de 64 GB e 128 GB de armazenamento e bateria de 5.000 mAh. A tela é bem grande: 6,82 polegadas, com resolução HD+. O TCL 20 SE ainda conta com câmera quádrupla: sensor principal de 48 megapixels, ultrawide de 5 MP, macro de 2 MP e sensor de profundidade de 2 MP.

Telas retráteis e e-ink colorida

A empresa também mostrou telas retráteis, que podem ser enroladas. Esta é uma tendência para o futuro dos smartphones e tablets, quase que um passo além dos dobráveis. Uma das telas que a companhia mostrou usa tecnologia AMOLED e tem 6,7 polegadas, mas pode ser expandida para 7,8 polegadas, como um pequeno tablet.

Outra usa tecnologia OLED impressa, e pode ser enrolada e expandida para até 17 polegadas como se fosse um pergaminho. É quase como levar um monitor de PC na bolsa.

Essas duas telas são apenas conceitos e ainda não há previsão de que elas sejam empregadas em produtos de varejo.

A TCL também apresentou seu novo tablet Nxtpaper. Ele usa uma nova tecnologia de telas parecida com a e-ink, mas com suporte a cores — a marca já tinha falado disso em setembro do ano passado.

A promessa do Nxtpaper é funcionar ao mesmo tempo como tablet, com aplicativos, vídeos e conteúdo multimídia, e e-reader, com baixo consumo de energia e aparência de papel.

O TCL Nxtpaper será vendido por 349 euros.