O pioneiro da tecnologia Vint Cerf, um dos cocriadores da internet moderna, testou positivo para COVID-19, de acordo com um tuíte publicado por ele mesmo nesta segunda-feira (30) pela manhã. O matemático de 76 anos tuitou a notícia junto com um trecho do programa Last Week Tonight com John Oliver, da HBO, sobre como os EUA estão respondendo à epidemia global.

“Testei positivo para COVID-19 e estou me recuperando”, tuitou Cerf. “Ouça o que John Oliver tem a dizer sobre como os EUA têm respondido até o momento”.

Cerf ajudou a criar a internet moderna na década de 1970 enquanto trabalhava na Universidade da Califórnia em Los Angeles (UCLA) com outros pioneiros, como Bob Kahn e Leonard Kleinrock. Ele trabalhou especificamente na tecnologia de comutação de pacotes pela ARPANET com Kleinrock e nos protocolos TCP/IP na ARPA (hoje chamada de DARPA, Agência de Projetos de Pesquisa Avançada de Defesa), que é a base da internet de atualmente.

A DARPA tuitou seu apoio a Cerf, desejando que ele fique bem logo.

Cerf trabalha como evangelista chefe da internet no Google desde 2005 e ganhou inúmeros prêmios por seu trabalho no ramo da tecnologia. Ele não explicou como ele contraiu o vírus, porém atualmente o COVID-19 já se espalhou num ponto em que não é possível mais saber direito a origem.

Os Estados Unidos contabilizaram pelo menos 143 mil casos de COVID-19 e mais de 2.500 mortes, segundo um sistema de monitoramento da Johns Hopkins University. Por ora, o Brasil soma mais de 4.000 casos e 136 mortes.

Mas por que será que Cerf está promovendo este programa da HBO? As declarações de John Oliver não são nada elogiosas à forma como os Estados Unidos estão lidando com o coronavírus. Oliver critica o presidente Trump e a fraca resposta de algumas autoridades estaduais. Se você entende bem inglês, pode assistir ao vídeo no YouTube.

Boa sorte, Vint, e esperamos que você fique bem logo. Esta é uma doença brutal e todos precisam tomar os cuidados necessários para conter a disseminação.