O WhatsApp parece estar procurando novas formas de ganhar dinheiro com sua grande base de usuários. A mais nova é um serviço para negócios. O WhatsApp Business API permite que companhias enviem confirmações ou forneçam atendimento usando o aplicativo de mensagens.

O WhatsApp já oferecia um aplicativo para pequenos negócios. Ele continua sendo gratuito. A nova API é destinada a grandes empresas.

WhatsApp Business não foi feito para inundar pessoas de spam, diz executivo

Neste primeiro momento, as empresas só precisarão pagar por mensagens enviadas depois de 24 horas do contato; antes disso, o envio é grátis. As companhias também só poderão entrar em contato com quem falar com eles primeiro, uma forma de garantir que não haja spam. Clientes também poderão bloquear marcas a qualquer momento.

Com a API liberada, as empresas poderão recorrer ao WhatsApp por meio de suas plataformas atuais de atendimento, sejam elas próprias ou de terceiros, como Zendesk e MessageBird — as duas, aliás, anunciaram hoje que darão suporte à novidade.

Como nota o TechCrunch, a estratégia parece interessante como modelo de negócio para o WhatsApp.

Cobrar por respostas atrasadas depois de 24 horas desde a última mensagem do usuário é uma maneira genial de criar um loop de crescimento. Se os usuários tiverem respostas rápidas pelo WhatsApp, eles vão preferir este canal em detrimento a outros. Depois que empresas e consumidores estiverem viciados nele, o WhatsApp pode começar a cobrar por todas as respostas ou as que excederem determinado volume, ou acabar com a janela gratuita. Enquanto isso, os negócios podem superestimar sua capacidade de atendimento e apagar mais do que esperavam, especialmente quando chegarem mensagens em fins de semana ou feriados.”

Além disso, o WhatsApp está disponibilizando anúncios — mas calma, você não vai recebê-los no seu celular. Eles aparecerão no feed de notícias do Facebook, permitindo que as empresas anunciem seu atendimento pelo WhatsApp.

A nova ferramenta é uma forma de o Facebook tentar fazer o WhatsApp gerar algum dinheiro. Antigamente, havia uma assinatura de US$ 1 por ano, que quase ninguém pagava e deixou de ser cobrada. Com as receitas da empresa de Mark Zuckerberg crescendo em ritmo mais lento e o valor de mercado despencando, chegou a hora de o aplicativo comprado por US$ 22 bilhões dar uma ajudinha nas contas.

[WhatsApp via TechCrunch]