A CES foi muito diferente este ano. Os hotéis em Las Vegas, nos EUA, foram trocados por palestras e apresentações totalmente virtuais, o que dificultou um pouco acompanhar de perto as novidades e tecnologias apresentadas por várias empresas. Entre os principais produtos anunciados e que sofreram com esse problema foram as novas TVs, que ganharam novidades das maiores fabricantes do setor.

A boa notícia é que há com o que se animar, já que esses aparelhos prometem uma qualidade de imagem e som nunca antes vista. Abaixo, selecionamos os anúncios mais importantes de cada companhia e seus respectivos televisores.

Sony

Imagem: Sony

A Sony deu início à CES 2021 anunciando novas TVs OLED, 4K e 8K da linha Bravia XR. Todas elas vêm com um novo chipset que a fabricante nomeou de “processador cognitivo” e promete aprimorar áudio e vídeo na tentativa de criar uma experiência mais envolvente. Esse processador localiza o ponto focal natural de uma imagem e melhora a qualidade desse objeto ou pessoa para torná-lo mais realista. O chip também deve aprimorar o upscaling de formatos como 4K para 8K, reduzindo o ruído e o desfoque.

Além do novo chip, algumas TVs da Sony este ano terão sensores de luz ambiente para ajustar o brilho da tela para melhor corresponder à luz em um determinado cenário de visualização. Além disso, os televisores virão equipados com Google TV, em substituição ao sistema Android TV. E todos terão suporte HDMI 2.1 para 4K 120 fps, taxa de atualização variável, modo de baixa latência automática e eARC.

A linha de TVs Bravia XR incluirá os modelos LED X95J e X90J 4K, Master Series Z9J 8K LED e OLEDs Master Series A90J e A80J, bem como uma versão de 100 polegadas chamada X92. Os preços ainda não foram revelados.

Samsung

Imagem: Samsung

A Samsung anunciou novas TVs microLED em tamanhos de 99, 88 e 110 polegadas. Todas usarão a mesma tecnologia presente na linha The Wall. A companhia também adicionou mais opções de personalização para a família The Frame, conhecida pela capacidade de se camuflar na decoração de uma sala, parecendo uma obra de arte emoldurada.

As TVs Neo QLED, por sua vez, usam mais luzes LED (que também são menores) para fornecer melhor controle de brilho. Por fim, a empresa está lançando um novo controle remoto para todas as TVs 2021 QLED 4K e 8K — e ele carrega com energia solar. A Samsung afirma que o acessório pode ser carregado com luz interna e externa, bem como por meio de uma porta USB-C.

TCL

Imagem: TCL

A TCL impressionou este ano com a promessa de telas enormes a um preço acessível e a introdução de 8K na linha popular Série 6. Pelo menos três TVs serão lançadas em variações de 85 polegadas, incluindo um modelo 4K QLED com Roku, um 8K QLED TV e um 4-Series que será vendido por US$ 1.600 nos EUA.

Panasonic

Imagem: Panasonic

A Panasonic adotou uma abordagem mais modesta — pelo menos no que diz respeito ao tamanho — para sua linha OLED em 2021. A JZ2000 estará disponível nos tamanhos de 55 e 65 polegadas, o que deve ser suficiente para a maioria das pessoas. A fabricante diz que o aparelho oferece um brilho maior e mais qualidade de som, além de recursos como eARC, modo automático de baixa latência e taxa de atualização variável. Com isso, o dispositivo pode se tornar uma alternativa atraente para os gamers.

LG

Imagem: LG

Por último, mas não menos importante, a LG confirmou que lançará os primeiros televisores da marca equipados com tecnologia miniLED. Haverá versões de 4K e 8K ainda este ano, bem como atualizações na linha OLED, que ganhará tamanhos de 48 e 55 polegadas. Outra novidade é que o sistema operacional webOS passou por uma reformulação completa, mas só vamos saber como ele funciona na prática quando testarmos os aparelhos.