As TVs são itens que ficam paradões na sala e ativados só quando necessário. A Samsung tenta mudar um pouco isso com a série de TV The Frame, que torna o painel em uma espécie de quadro, em função de seu design. Nesta quarta-feira (21), a empresa sul-coreana anunciou no mercado brasileiro a última atualização do modelo, que agora tem tela com tecnologia QLED de 55 polegadas e preço sugerido de R$ 7 mil.

O aparelho, em si, tem como diferencial ter bordas pequenas e um sistema com conexão única — na prática, um dispositivo consegue reunir as conexões de energia e de sinal numa só interface. Além disso, ele já vem com um suporte “no gap”, que possibilita fixar o aparelho rente à parede.

Sobre a tela, é o primeiro dispositivo da série com a tecnologia QLED, de pontos quânticos. Então, ela oferece uma boa definição de cores, além de uma garantia de dez anos contra o efeito burn-in, aquele problema de telas em que fica um “fantasma” de imagens projetadas anteriormente.

Se você não sabe, a tecnologia QLED é baseada em pontos quânticos, que são partículas incrivelmente pequenas, que variam entre 2 e 10 nanômetros. Cada um desses pontos representa de forma muito fiel cada uma das cores primárias (vermelho, verde e azul), o que permite exibir imagens com brilho muito alto, chegando aos 1.000 nits (unidade de brilho).

TV The Frame, da Samsung

E a parte da arte? Bom, junto com a TV, vem a coleção Samsung, que compreende 30 obras de arte. No entanto, interessados em outras obras poderão pagar uma assinatura para ter acesso a centenas de quadros, desde Monet até Kandinsky. A título de curiosidade, a coleção Art Store 4 tem mensalidade de R$ 16, mas os quadros podem ser comprados de forma avulsa.

O aparelho The Frame chega ao mercado em outubro.