O atual chefe da divisão do Android e Chrome do Google, Sundar Pichai, falou ontem sobre planos futuros para alguns serviços do Google durante a conferência D11.

Pinchai anunciou que o ótimo HTC One também receberá uma “Google Edition” com Android puro. A notícia vem algumas semanas depois do Galaxy S4 Google Edition e é excelente para os donos de Android: agora eles têm a opção de comprar dois dos melhores smartphones com a plataforma usando uma versão sem modificações do Android, como se fosse um Nexus.

O HTC One Google Edition começará a ser vendido no dia 26 de junho por US$ 599 pela Play Store do Google – isso nos Estados Unidos. Considerando que a HTC não tem mais representação oficial no Brasil, é pouco provável que o smartphone chegue por aqui um dia.

Com isso, o Google parece ter encontrado uma forma de solucionar uma das maiores reclamações de usuários do Android: as skins de fabricantes que prejudicam muitas vezes o desempenho do aparelho. E além disso, as versões Google do HTC One e do Galaxy S4 receberão as novas versões do Android assim que elas forem lançadas, como acontece na linha Nexus. Nada mais de ter que esperar por Samsung ou HTC para receber a nova versão do Android – mesmo que para isso você tenha que pagar um preço bem alto (o Galaxy S4 custará US$ 650, e nenhum dos dois poderá ser comprado com desconto em operadora).

Isso significa o fim dos Nexus? Pinchai garanta que não. “A ideia dos Nexus é apostar em hardware também”, explicou Pinchai. “Então eles vão continuar”. Portanto, a estratégia do Google com o Android agora envolve tanto se aliar com fabricantes para lançar versões “puras” de alguns dispositivos quanto participar de perto da produção de um, que leva o nome Nexus.

Pinchai não deu dicas de quando veremos o próximo Nexus. Esperávamos um novo Nexus 7 durante o Google I/O, mas ele não deu as caras. Quem sabe mais para o fim do ano, quando a próxima versão do Android for finalmente lançada, novos smartphones e tablets Nexus sejam anunciados (tudo o que sabemos é que o próximo smartphone não será feito pela LG).

Outra novidade do Google I/O, o Google Play Music All Access, está a caminho do iOS. O serviço de assinatura de música via streaming (que não funciona oficialmente ainda no Brasil) deve ganhar um app para iPhone e iPad dentro de um mês. Pinchai destacou que o plano do Google é fazer com que seus serviços estejam na maior quantidade de plataformas possível – chegar ao iOS, então, é um passo natural. [The Verge 1, 2, Gizmodo US, TechCrunch]