Elon Musk admitiu ser um “grande idiota” por chamar de “estuprador de crianças”, em um e-mail a um repórter do BuzzFeed, um mergulhador britânico que ajudou a salvar uma dúzia de crianças, segundo os documentos do tribunal sobre o julgamento subsequente por difamação.

Recapitulando: no ano passado, 12 crianças e seu treinador de futebol ficaram presos em uma caverna na Tailândia, mas emergiram vivos semanas depois graças aos esforços de equipes de resgate, incluindo um expatriado britânico e residente na Tailândia, Vernon Unsworth. Mais tarde, Unsworth criticou um “minissubmarino” que Musk mandou seus engenheiros construírem para o esforço de resgate, chamando-o de inútil e sem “absolutamente nenhuma chance de funcionar”. Musk revidou acusando Unsworth de ser um “pedófilo” em um tuíte para seus milhões de seguidores em 15 de julho de 2018.

Musk ainda piorou a situação com uma série de e-mails em agosto de 2018 para o BuzzFeed News, na qual ele se referiu a Unsworth como um “estuprador de crianças” e alegou que o mergulhador se mudou para Chiang Rai para se casar com uma menina de 12 anos, citando um investigador particular. (Tabloides britânicos relataram mais tarde que Woranan Ratrawiphukkun tem 40 anos e conheceu Unsworth no Reino Unido há menos de dez anos.)

Embora Musk pudesse ser caridosamente chamado de ignorante em relação às normas jornalísticas – ele uma vez citou o site de um suposto culto sexual como evidência de que a mídia é tendenciosa contra ele – ele realmente se superou em seus e-mails para o BuzzFeed, que ele supôs que não seriam publicados porque ele iniciou com “em off”.

A premissa de que nada que alguém diga a um repórter está realmente “em off”, a menos que eles concordem de forma afirmativa com antecedência, é quase uma lição de alfabetização em mídia no nível de jardim de infância. Bem, Musk agora percebeu que ele foi reprovado nessa aula.

Documentos do tribunal da equipe jurídica de Unsworth, com base nas informações encontradas durante a descoberta, mostram que ele disse a um consultor de relações públicas: “Eu não esperava que o Buzzfeed publicasse um e-mail em off. Minha intenção era que eles investigassem e chegassem a suas próprias conclusões, e não publicassem meu e-mail diretamente. Ainda assim, eu sou um grande idiota”.

Ele acrescentou que foi “uma das coisas mais idiotas que já fiz”, com a equipe jurídica de Unsworth colocando as duas citações destacadas em negrito.

Musk afirmou que a base para isso era um investigador particular que ele havia contratado por US$ 50.000, James Howard-Higgins, em uma aparente tentativa de provar que Unsworth era um pedófilo. Na realidade, Howards-Higgins é um criminoso condenado e fraudador que, segundo informações, conseguiu fechar negócio enviando a Musk um e-mail não solicitado prometendo revelar os “esqueletos no armário [de Unsworth]”.

Isso por si só é suficiente para assustar qualquer um. Mas, de acordo com a equipe jurídica de Unsworth, Howard-Higgins já havia dito a Musk que ele estava verificando se a esposa de Unsworth tinha pelo menos 18 ou 19 anos quando se conheceram quando Musk enviou os e-mails para o BuzzFeed.

Fica ainda pior. Os documentos afirmam que Musk ordenou a um subordinado, seu CEO Jared Birchall, que fizesse Howard-Higgins vazar informações:

Gostaríamos que você avançasse imediatamente com o ‘vazamento’ dessas informações para a imprensa do Reino Unido. Obviamente, isso deve ser feito com muito cuidado. A linha de pensamento…é: [1] A Tailândia é a capital mundial da pedofilia. [2] Esse homem frequenta a Tailândia desde os anos 80…[3] Embora o disfarce da exploração de cavernas seja criativo, existem sistemas de cavernas surpreendentes e extensos em muitos lugares do mundo… [4] Ele casou com uma mulher 30 anos mais nova – e que ele conheceu quando ela era adolescente [5] Ele estava indo para a Tailândia há décadas antes de se casar com ela. Ela não foi a primeira garota que ele conheceu – e definitivamente não foi a primeira adolescente com quem ele interagiu. Compartilhe os fatos e, como você disse, isso deve ser suficiente para uma história.

A equipe de Unsworth também escreveu que os documentos de descoberta mostram que Howard-Higgins prosseguiu com esse plano sob o e-mail anônimo “bangkokjohn”, que parece muito confiável por sinal. Esse plano também foi acionado depois que Howard-Higgins disse a Musk que acreditava que Unsworth conhecera sua esposa quando ela tinha 18 ou 19 anos.

Isso é tudo muito humilhante. Mas não acaba aí! O BuzzFeed informou que os registros também mostram que Musk admitiu em depoimentos que Howard-Higgins estava “em retrospecto, apenas nos enganando”, além de que o investigador está de volta à prisão por violar os termos de sua liberdade condicional.

Os depoimentos também afirmam que Musk e sua equipe deixaram de trabalhar no minissubmarino para pressionar o governo tailandês a dizer que era realmente uma boa ideia:

Em 10 de julho, antes que os meninos fossem resgatados, Musk e membros de sua equipe, que deveriam estar envolvidos no desenvolvimento do submarino, estavam persuadindo o governo tailandês (incluindo o primeiro-ministro) para reverter publicamente uma declaração do governador regional de que o veículo não era prático e não era adequado para a missão.

Esses documentos são uma resposta à equipe jurídica de Musk, que pediu que o caso fosse julgado no mês passado com base em dúvidas de que Musk não quis dizer literalmente “pedófilo”. A menos que Musk tenha nocauteado o juiz, vestido sua peruca e túnica e se esgueirado para o tribunal com uma decisão forjada usando um minissubmarino, parece pouco provável que o pedido seja atendido. De fato, se pudermos arriscar um palpite, parece que Musk terá que enfrentar outro grande problema causado por tuítes infelizes em breve.

[Ryan Mac/BuzzFeed]