O iPhone 12 mal saiu do forno — no Brasil, eles chegam na semana que vem, todos os quatro modelos — e rumores sobre seu sucessor já estão começando a circular.

De acordo com o MacRumors, o analista Ming-Chi Kuo, que tem um bom histórico de acertos quanto a novos produtos que a Apple pretende lançar, sugere que a linha de iPhones de 2021 seguirá o mesmo molde das versões anunciadas neste ano. Ou seja, ela deve estar disponível em quatro aparelhos, que por hora têm sido chamados de iPhone 13 mini, iPhone 13, iPhone 13 Pro e iPhone 13 Pro Max.

A principal diferença entre cada um deles se resumiria às câmeras. Se isso soa familiar, é que porque foi essa a estratégia adotada pela Apple no iPhone 12: enquanto as versões mini e tradicional compartilham o mesmo conjunto duplo de sensores na parte traseira, os modelos 12 Pro e 12 Pro Max oferecem três câmeras principais. Além disso, outra diferença principal é o tamanho de cada dispositivo, sendo o mini o menor de todos, e o Pro Max, o maior.

Kuo ainda citou que a versão Pro deve vir com uma câmera ultra-angular com abertura de f/1.8 com autofoco e lentes de seis elementos. Isso seria um salto bastante significativo para os modelos Pro deste ano, que têm uma ultrawide com abertura f/2.4 e lentes de cinco elementos.

Esta certamente seria uma notícia empolgante para qualquer um que espera pela segunda geração de telefones 5G da Apple. Mas ainda estamos a um ano de distância até que vejamos a cor desses aparelhos. Pelo amor de Deus, os iPhones 12 mini e 12 Pro Max ainda nem começaram a ser vendidos.

Lembrando que, nesta terça-feira, a Apple fará seu último evento de 2020. Nele, são esperados os primeiros MacBooks equipados com processador próprio da companhia, o Apple Silicon.