A Microsoft anunciou atualizações para três computadores nesta terça-feira (2). Esta é a prova de que a companhia está realmente comprometida em fabricar seus PCs e não de apenas lançar produtos caros periodicamente para servir de vitrine para o Windows. Temos aqui o Surface Pro 6, Surface Laptop 2 e o Surface Studio 2, todos com bons upgrades na parte interna.

• [Review] – O Surface Go, da Microsoft, é um laptop praticamente perfeito para quem quer o básico
• Microsoft usará machine learning para decidir hora apropriada para rodar atualizações no Windows 10

O que deve chamar a sua atenção é a nova cor. A Microsoft continuará produzindo e vendendo seus produtos platinados, mas também adicionou a cor preta na mistura. Tanto o Pro 6 quanto o Laptop 2 poderão ser comprados em um belo preto fosco.

O acabamento é um pouco diferente em relação a versão prateada. Ele é mais “pegajoso”. Mas não de forma desagradável. E ao contrário de outros laptops pretos (como os da Razer), o acabamento não atrai tantas marcas de digitais. É claro que eu usei o produto por alguns minutos e, talvez, com um uso prolongado isso mude.

Imagem: Microsoft

A Microsoft finalmente cortou a opção desprezível com 4GB de RAM que persistia nas linhas do Surface Laptop e Surface Pro. Da última vez que procuramos pelo melhor notebook por menos de US$ 1.000, tivemos que excluir o Surface Laptop justamente por ter míseros 4GB de RAM. Isso já não é o suficiente para os dias de hoje, e a Microsoft era uma das poucas empresas que ainda pediam para que consumidores gastassem toda essa grana em um computador com pouca RAM.

Agora, o Surface Laptop e o Surface Pro vem com 8GB de RAM padrão e podem ser adicionados até 16GB. O Pro 6 e o Laptop 2 virão com processadores Intel de 8ª geração. As máquinas começarão com o i5-8250U, mas podem ser compradas com o i7-8650U.

Fora isso, os aparelhos são praticamente idênticos aos modelos do ano passado. As mesmas telas com proporção 3:2, mesma tecnologia touch, e no caso do Surface Pro, a mesma dobradiça excelente. A falta de novidades não é muito surpreendente, especialmente se levarmos em consideração os rumores de que a linha Pro deve receber um redesign significativo no ano que vem.

Imagem: Microsoft

Mas o Pro e o Laptop não foram os únicos dispositivos a ganharem upgrades. O Surface Studio, lançado em 2016, agora tem um sucessor: o Surface Studio 2.

Por fora, o Studio 2 se parece idêntico ao antecessor: um grande computador touchscreen voltado para usuários da área criativa. As grandes mudanças estão por dentro, e não são tão grandiosas como muitos gostariam que fosse. O Studio original vinha com uma CPU Intel de 6ª geração e uma GPU Nvidia 965M ou 980M – eram processadores mobile (voltados para laptops) que, na opinião da Microsoft, uniam poder de processamento com a necessidade do Studio de ter uma base pequena.

O Studio 2 tem uma CPU mais rápida de 7ª geração da série HQ, voltada para fluxos de trabalhos intensos – ainda assim, trata-se de um processador feito para PCs portáteis. E, de fato, a 7ª geração da série HQ são processadores robustos! Ainda que a 8ª geração de processadores HQ sejam ainda mais robustos. Parece que a Microsoft deu um tiro no pé optando por um processador do ano passado.

Falando em GPU, as frustrações são menores. As GPUs 965M e 980M eram notavelmente desatualizadas quando o Studio original foi lançado, então seria bem bobo da Microsoft mantê-las para a nova geração. Em vez disso, a companhia decidiu ir com as GPUs 1060 ou 1070. Atualmente, são as GPUs mais rápidas feitas para dispositivos portáteis. Ou seja, pelo menos em um aspecto, o novo Studio não parecerá desatualizado.

A Microsoft diz também que a tecnologia LED da tela é diferente, o que significa que a tela deve ser 40% mais clara e deve ser pretos muito mais profundos.

Os preços dos novos dispositivos são os mesmos da última geração. O Laptop 2 será vendido a partir de US$ 1.000, enquanto o Surface Pro 6 começará em US$ 900.

Ainda não temos informações de preços para o Studio 2, mas é razoável assumir que o preço será similar ao de seus antecessor. O que significa que o Studio 2 deve ser vendido a partir de US$ 4.200.