Após anos se concentrando nas linhas Moto G e Moto One, a Motorola finalmente voltou ao segmento de smartphones premium e super premium com os novos Moto Edge e Moto Edge+, que começam a ser comercializados no Brasil nesta quinta-feira (2) em regime de pré-venda no site da Motorola; os aparelhos chegarão no varejo oficialmente no dia 14 de julho. Como os smartphones deste segmento, eles vêm com um preço bem salgado: por R$ 5.999 e R$ 7.999, respectivamente.

Quem decidir comprar durante este período de pré-venda (até 14 de julho), a Motorola incluirá no pacote o seu fone de ouvido True Wireless VerveBuds 100, que será lançado oficialmente no Brasil.

Fone Verve Buds, da MotorolaFone de ouvido Verve Buds, da Motorola. Crédito: Motorola

Um diferencial dos dois modelos é que eles já vêm com modem 5G sub-6. Então, após o leilão de frequências e início de comercializado do serviço pelas operadoras, donos de aparelhos Moto Edge já poderão utilizar redes de 5ª geração no Brasil. Enquanto as redes 5G não chegam, obviamente os smartphones funcionam fácil no 4.5G.

Em comum, o Moto Edge e o Moto Edge+ têm a tela de FullHD de 6,7 polegadas com taxa de atualização de 90Hz — a versão plus conta com certificação HDR10+. Um diferencial do display dos aparelhos é que suas bordas laterais se curvam em 90 graus. Talvez você já tenha visto algo parecido em algum Galaxy S Edge, da Samsung, mas agora a Motorola promete mais funcionalidades, como atalhos e usar esta área como disparador em jogos de tiro, por meio do modo Game Time.

Modo Game Time permite usar lateral como controleModo Game Time permite usar lateral como controle. Crédito: Motorola

Como alguns smartphones da linha Moto One, os novos Edge contam com sensor de digital na própria tela. Então, o famoso logotipo da Motorola na traseira é apenas para enfeite mesmo. Outro detalhe interessante é que além da porta USB-C para carregamento, os dois vêm com entrada de fone de ouvido convencional, algo que está se tornando cada vez mais raro em modelos de gama alta.

Por dentro, no entanto, eles são bem diferentes. O Edge+ tem processador Qualcomm Snapdragon 865, 256 GB de armazenamento e 12 GB de RAM, já o Edge vem com chip Qualcomm Snapdragon 765, 128 GB de armazenamento e 6 GB de RAM. O primeiro tem bateria de 5.000 mAh (acompanhado de um carregador de 20W), enquanto o segundo conta com 4.500 mAh (acompanhado de um carregador de 15W).

O Moto Edge+ vem com capacidade de carregamento reverso sem fio. Logo, ele consegue compartilhar a carga com outro smartphone apenas pelo toque, uma funcionalidade que vimos no passado presente no Huawei P30 Pro e Galaxy S10+.

Carregamento reverso do Moto Edge PlusMoto Edge+ possibilita carregamento reverso, compartilhando carga com outro smartphone que suporte carregamento sem fio. Crédito: Motorola

A Motorola resolveu investir na câmera dos dois dispositivos. O Moto Edge+ vem com três câmeras na traseira: 108 MP com a tecnologia QuadPixel com estabilização óptica, lente teleobjetiva de 8 MP (zoom óptico de 3x) com estabilização óptica e uma terceira lente híbrida de 16 MP, que capta imagens como uma ultra-grande angular, mas também permite cliques em modo macro. Acima do flash, ele tem ainda um sensor ToF (Time of Flight), ajudando a captar mais informações do ambiente para fotos no modo retrato, por exemplo. Para selfie, o sensor é de 25 MP.

Detalhe da câmera do Moto Edge+

Detalhe da traseira do Moto Edge+; logotipo da Motorola é só de enfeite, já que ele tem sensor de biometria sob a tela. Crédito: Motorola

Com todo estes sensores, a marca afirma que os vídeos captados pelo sensor principal contam com estabilização óptica de imagem, possibilitam um modo retrato em vídeo (desfocando o fundo durante filmagens) e ainda tirar still (tirar fotos) de vídeos de 20 MP durante a filmagem. Na parte de fotografia,

Já no Moto Edge, a configuração das câmeras é praticamente a mesma, com a diferença é que em vez de um sensor de 108 MP, ele tem um sensor principal de 64 MB.

Moto EdgeA disposição de câmera no Moto Edge é um pouco diferente do Moto Edge+; no Moto Edge Plus+ o sensor ToF fica em cima do flash, já no Moto Edge fica alinhado com outros sensores. Crédito: Motorola

Estamos com um Moto Edge+ em mãos e devemos publicar um review em breve sobre o aparelho. Se tiver alguma curiosidade sobre o smartphone, só avisar e tentaremos esclarecer em nosso texto.

Atualização: uma versão anterior deste texto indicava o preço do Moto Edge+ como R$ 8.999; a informação já foi corrigida.