O robô da Boston Dynamics conhecido como Spot foi implantado em um parque em Cingapura para lembrar as pessoas de que devem seguir as diretrizes de distanciamento social durante a pandemia, de acordo com um novo relatório da principal agência de tecnologia do governo local. E parece que os robôs estão lá para nos provocar, porque, diferentemente dos robôs, os humanos podem morrer de doenças.

O novo robô de quatro patas, que foi solto nesta sexta-feira (8) no parque Bishan-Ang Mo Ko, transmite uma mensagem lembrando aos visitantes que eles precisam ficar longe de outros seres humanos, pois o COVID-19 representa uma ameaça muito séria à nossa saúde. O Spot foi disponibilizado para compra por empresas e governos no ano passado e projetou câmeras especialmente para garantir que não ocorram problemas.

“Essas câmeras não poderão rastrear e/ou reconhecer indivíduos específicos e nenhum dado pessoal será coletado”, de acordo com o comunicado de imprensa da agência GovTech de Cingapura.

O modelo Spot que está sendo testado a partir desta sexta foi equipado com software personalizado desenvolvido pela GovTech para estimar quantas pessoas estão no parque a qualquer momento. O teste durará até 22 de maio e um funcionário do Conselho Nacional de Parques de Cingapura (NParks) acompanhará de perto o robô durante este período.

O vídeo do robô Spot, disponível no YouTube do Strait Times, mostra o cachorro robótico passeando tranquilamente pelo parque.

Tecnicamente, o robô Spot pode subir escadas e aguentar uma carga de 13 kg, mas aparentemente ele não deve carregar nenhum peso em parques. Pelo menos até alguém decidir que o Spot deveria começar a forçar as pessoas manterem o distanciamento social em vez de apenas lembrar que é uma boa ideia nesse tempo de pandemia.

O Spot, que tem uma bateria máxima de 90 minutos, já foi equipado com armas especiais nos EUA para que possa abrir portas para a polícia, algo que a ACLU  (American Civil Liberties Union), uma ONG dos EUA que milita para defender e preservar direitos dos cidadãos do país não está muito feliz, para dizer o mínimo. A polícia de todo o mundo parece bastante animada com as possibilidades do Spot, como este novo teste em Cingapura deixa claro.

O parque em Cingapura também está postando sinais sobre o novo teste, incentivando as pessoas a não “atrapalharem” o robô, embora não esteja claro o que você poderia fazer para realmente atrapalhá-lo. Talvez alguém tente montar nele? Bem, no passado, vimos vários deles puxarem um caminhão grande.

Outra pessoas fizeram piadas no Twitter de que “a natureza está se curando” agora que os robôs foram para os parques de Cingapura. A piada é pelo fato de o Spot ser frequentemente associado a um cachorro robótico.

Cingapura foi bastante elogiada por sua capacidade de controlar a disseminação de COVID-19 nos primeiros dias da pandemia. Mas isso mudou drasticamente nas últimas semanas. Os casos estão surgindo, com cerca de 90% das novas infecções pelo novo coronavírus ocorrendo em moradias apertadas de trabalhadores estrangeiros.

O país identificou 21.708 casos e 20 mortes por COVID-19, com base nos dados mais recentes do rastreador da Universidade Johns Hopkins, incluindo 768 novos casos nas últimas 24 horas. A cidade-estado obviamente espera que a tecnologia ajude a mudar à maré à medida que as coisas pioram.

Mas não são apenas os robôs terrestres que ajudarão as autoridades de Cingapura durante a crise do coronavírus. Eles também estão usando dezenas de drones para ficar de olho nas coisas, como alguns departamentos de polícia dos EUA fizeram nos últimos meses.

“Um total de 30 drones também estão sendo implantados em parques e áreas naturais selecionados para fornecer às autoridades um ponto de vantagem para obter atualizações de visitantes rapidamente, complementando as observações no solo e dando-lhes uma melhor noção da densidade de visitantes em uma área específica”, de acordo com um comunicado de imprensa da GovTech, de Cingapura.

E esta não é a primeira vez que um parque em Cingapura vê um pequeno robô sendo implantado para lembrar os humanos de que devem manter o distanciamento social. No mês passado, um robô controlado remotamente chamado O-R3 foi usado pela primeira vez para transmitir mensagens de áudio incentivando as pessoas a não ficarem em parques e jardins.

Qualquer referência ao Spot inevitavelmente faz comparações com o episódio “Metalhead”, de Black Mirror”. E por uma boa razão.

O episódio de Black Mirror gira em torno de humanos que estão em uma missão para obter algo de um armazém, mas são caçados por robôs de quatro patas que se parecem muito com o Spot da vida real da Boston Dynamics.

A versão fictícia do Spot está equipada com armas, algo que a Boston Dynamics não deu a seus robôs. Ainda.