Recentemente, Google e Samsung uniram forças para a criação de uma nova plataforma para smartwatches. E nesta segunda-feira (28), durante o Mobile World Congress (MWC) 2021, a companhia sul-coreana revelou mais detalhes sobre o software que usará em seus futuros dispositivos: a One UI Watch é um sistema unificado (Tizen + Wear OS) que, pelo menos nos aparelhos da Samsung, tem a promessa de enfim tornar relógios Android mais atrativos.

Curiosamente, a Samsung mostrou a One UI Watch… sem exibir nenhum modelo de smartwatch. Havia rumores de que o Galaxy Watch 4 ou o Galaxy Watch 4 Active pudessem ser apresentados no evento de hoje, mas pelo jeito isso deve ficar para daqui alguns meses.

O nome “One UI Watch” soa familiar porque o sistema deve servir como uma adaptação da interface One UI, presente nos smartphones da Samsung, para smartwatches. Pelo que foi exibido no vídeo de divulgação, a experiência é bem parecida à versão do Wear OS no relógio Oppo Watch, da Oppo — que funcionou de um jeito legal, diga-se de passagem.

As duas principais funções da One UI Watch são a instalação automática de aplicativos e uma ferramenta otimizada para mostradores de relógio. A primeira diz respeito a apps que o usuário tenha baixado em um smartphone Galaxy: neste caso, os programas também serão instalados automaticamente no smartwatch, sem a necessidade de realizar esse processo separadamente no relógio. Inclusive, esse era um dos pontos fracos do Tizen OS.

A partir da One UI Watch, as plataformas serão mais unificadas. Não apenas nesse quesito dos downloads de apps, mas também em alguns recursos e na interface do sistema para relógios. Por exemplo, se você bloquear um número de telefone ou mensagem no smartwatch, a mesma ação será aplicada no smartphone Galaxy. E eu enfatizo aqui que são dispositivos Galaxy porque esse tipo de integração será melhor nos aparelhos da própria Samsung, como já acontece na integração entre relógios e celulares da marca.

Ainda sobre os aplicativos, nenhuma supresa em saber que todos os apps da Play Store compatíveis com Wear OS terão suporte ao sistema da Samsung.

Também demos uma olhada na nova ferramenta de design para mostradores do relógio. Esse recurso não deve impactar tanto o usuário final, mas sim os desenvolvedores que criam mostradores de terceiros. Para esses profissionais, a Samsung promete uma plataforma mais fácil de ser utilizada e com mais opções de customização.

Assine a newsletter do Gizmodo

No geral, as novidades apresentados nesta segunda parecem resolver alguns dos pontos fracos anteriores do Tizen OS. A Samsung diz que o novo Galaxy Watch, que será lançado no final de setembro em mais um evento Unpacked, será o primeiro dispositivo equipado com o sistema One UI Watch.