O último MacBook Air lançado é de 2018, e ele não chegou a impressionar muito as pessoas. Nesta quarta-feira (18), juntamente com um novo iPad Pro, a Apple atualizou sua linha de laptops finos com bons recursos, como o dobro de armazenamento na versão mais simples (256 GB), um novo mecanismo de teclado (que não deve travar como nas versões anteriores) e novos processadores Intel Core de 10ª geração, que prometem o dobro de desempenho.

Para começar, a Apple segue o jeitão do modelo anterior oferecendo apenas opções com tela de 13,3 polegadas Retina, TouchID para desbloqueio do computador e operações financeiras com Apple Pay, 8 GB de RAM e placa integrada de vídeo Intel Iris Plus Graphics, que a Apple diz ser 80% melhor que do modelo de 2008. O número de portas continua o mesmo: duas Thunderbolt 3 com formato USB-C.

A novidade é que não tem mais a versão com armazenamento de 128 GB. A versão mais simples já começa com SSD de 256 GB, enquanto a mais sofisticada tem SSD de 512 GB.

O novo MacBook Air vem com opção de processador Intel Core i3 de 10ª geração com dois núcleos e 1,1 GHz (com turbo boost de até 3,2 GHz) e Intel Core i5 de 10ª geração com quatro núcleos e 1,1 GHz (com turbo boost de 3,5 GHz).

Infelizmente, a Apple, aparentemente, não quis apostar nos processadores Ice Lake e resolveu continuar com a linha Kaby Lake, que geralmente tem velocidade de CPU semelhante, mas que perde em desempenho de GPU com a Ice Lake.

Sobre o teclado, a companhia diz que é o mesmo usado no MacBook Pro de 16 polegadas lançado no ano passado. A Apple diz que o mecanismo tesoura foi redesenhado de modo que o key travel é de 1 mm — é a distância da tecla em modo não pressionado até ser acionada. Isso proporciona certo conforto na digitação e foi algo que o Gizmodo US elogiou bastante no teclado no MacBook Pro de 2019.

Detalhe do teclado do MacBook Air 2020
Comparado com modelo de 2018, teclas direcionais do MacBook Air 2020 são um pouco menores. Crédito: Apple

No Brasil, o modelo com Intel Core i3 e 256 GB de armazenamento tem preço sugerido de R$ 10.299, já o modelo com Intel Core i5 e 512 GB de armazenamento custa R$ 13.299. A Apple ainda não deu detalhes da disponibilidade dos computadores.

Mac Mini também foi atualizado

O Mac Mini também recebeu uma atualização. Basicamente, o armazenamento do computador portátil da Apple dobrou. O modelo de 256 GB custa US$ 800, enquanto o de 512 GB custa US$ 1.100. No Brasil, eles custam R$ 7.899 e R$ 10.899, respectivamente.

Quanto às outras características, o “gabinete” portátil da Apple tem opção processador Intel Core i3 de quatro núcleos e 3,6 GHz e Intel Core i5 de seis núcleos e 3 GHz, 8 GB de RAM em todos os modelos e chip gráfico Intel UHD Graphics 630.

Além disso, ele conta com quatro portas Thunderbolt 3 (USB-C), porta Ethernet, duas portas USB 3.0, porta HDMI e entrada para fone de ouvido de 3,5 mm.