Já se passou um mês e meio após a data original de lançamento do Galaxy Fold, com a Samsung atrasando a comercialização para melhorar a durabilidade do aparelho. Por ora, não há nada concreto sobre o início das vendas do smartphone dobrável da companhia. No entanto, parece que o recente revés não deteve a companhia de sonhar ainda mais alto.

Em um recente registro de patente na WIPO (World Intelletual Property Office), descoberto pelo Let’s Go Digital, em vez de outro telefone dobrável, a Samsung mostrou o design de um aparelhos “retrátil”.

Baseado nas ilustrações no registro de patente (que você pode ver com mais detalhes aqui), o conceito de smartphone retrátil da Samsung aproveita a tecnologia de display flexível para criar um dispositivo que parece um aparelho tradicional, mas com uma tela que pode ser estendida por um mecanismo slide em pelo menos 60%.

Em uso normal, a maioria da tela do dispositivo esconderia o corpo dentro do telefone. No entanto, quando visto de lado, é fácil ver que todo o resto da tela está escondida. Embora esta ideia pareça ridícula, não é algo improvável, já que este é método usados pelos fabricantes para diminuir o tamanho da parte inferior de um telefone, dobrando a tela para dentro do corpo do dispositivo. Para uma explicação mais visual, confira o vídeo do MKBHD aqui.

A razão para isso é que dobrar um display para trás dá mais espaço para fabricantes de smartphone conectarem os cabos necessários para a tela e adaptadores. Então, nesta patente de telefone rolável, a Samsung só estão pegando o conceito e levando-o ao extremo ao estender a parte da tela que é dobrada para dentro do telefone e tornando-a utilizável usando um projeto de slider inovador.

Dito isso, acho que a ilustração da patente da Samsung um pouco enganosa, o que pode ser um movimento intencional por parte da Samsung para ocultar suas verdadeiras intenções. Por mais clara que esta patente pareça ser, a utilidade de uma tela com uma proporção tão extrema é altamente questionável. Claro, isso permitiria a criação de um aplicativo épico de Tetris ou de algumas fases divertidas no Super Mario Run, que talvez seja exatamente o que deve acontecer.

No entanto, se você imaginar um telefone retrátil que pode se estender horizontalmente (no modo retrato) em vez de verticalmente, as coisas ficam muito mais interessantes. Imagine um smartphone em que você pudesse segurar os dois lados e expandi-los como uma sanfona para três ou quatro vezes a largura original. Aí sim seria bacana.

Ilustração de patente da Samsung que mostra tela escondida
Esta ilustração da lateral do dispositivo mostra como a tela retrátil fica dentro do corpo do aparelho. Ilustração: Samsung via WIPO

Alternativamente, uma tela retrátil poderia ser usada para reduzir as dimensões de um telefone para algo no tamanho de um cartão de crédito, embora o slider permita que o dispositivo se transforme em um aparelho de tamanho completo ao ver um filme ou jogar um game. Algo do tamanho de um Palm pequeno que pudesse ser alargado a um tamanho parecido com o de um iPhone XS ou Galaxy S10. Isso seria uma ótima opção para muitas pessoas.

Infelizmente, como todo registro de patentes, não existe garantia de que a Samsung transformará seu conceito em um aparelho pronto para ser adquirido por consumidores. Mas se você acha que os problemas iniciais da Samsung com o Galaxy Fold iam assustar a empresa e evitar mais telefones com telas dobráveis no futuro, pense novamente.