Quebrando tradição, a Apple mostrou no evento de setembro novos Apple Watches e novos iPads. Abaixo o texto na íntegra, sem alteração, que considerava o lançamento do iPhone, já que a empresa tradicionalmente lançada seu smartphone em setembro.


Setembro chegou e já temos uma data para o tradicional evento de setembro da Apple sobre iPhone. Como quase tudo nesses tempos de pandemia, ele vai ser online e será realizado no próximo dia 15 de setembro às 14h (horário de Brasília). Tudo indica que a companhia deverá mostrar sua nova linha de iPhones (muito provavelmente o iPhone 12), um novo Apple Watch (Series 6) e detalhes para a liberação do iOS 14, apresentado há algum tempo.

Sobre o iPhone, uma das questões mais discutidas é que o aparelho deve atrasar um pouco. Geralmente, a Apple fazia um evento bem no início de setembro e começava a vendê-lo nos EUA após algumas semanas. Desta vez, parece que será um pouco diferente.

Por causa da pandemia, a cadeia de suprimentos foi prejudicada, tendo efeito direto da fabricação dos smartphones. Não se sabe a data exata, mas os aparelhos da Apple devem pintar no varejo em outubro e/ou novembro.

Não é a primeira vez que isso acontece com a Apple. Em 2017, houve um atraso no início das vendas do iPhone X por uma demora na obtenção de sensores. Naquele ano, os iPhones só foram disponibilizados em novembro.

Deixando detalhes logísticos de lado, ao todo a Apple deve mostrar quatro iPhones. Dois iPhones 12 com telas de 5,4 polegadas e 6,1 polegadas, e dois modelos iPhone 12 Pro com telas de 6,1 polegadas e 6,7 polegadas. Os dois primeiros devem ter câmera dupla, enquanto os dois últimos provavelmente contarão com sistema triplo de sensores.

Todos eles devem ter conexão 5G e displays OLED. No entanto, os modelos Pro devem ter tela com taxa de atualização de 120 Hz. O visual dos smartphones tende a ser parecido com os modelos passados, com a diferença que as bordas devem ser mais planas, como as do iPhone 5, que arredondadas.

Quanto ao Apple Watch Series 6, a Apple deve continuar apostando na melhoria de recursos de saúde no seu gadget. Já sabemos, por exemplo, que o novo smartwatch deve contar com um recurso de monitoramento de sono, pois foi anunciado durante o WWDC 2020, a conferência de desenvolvedores da empresa. Além disso, a Apple deve fazer melhorias no processo de efetuar eletrocardiograma e começar a medir nível de oxigênio do sangue.

A companhia também dever anunciar uma nova linha de iPads, do seu alto-falante inteligente HomePod (que deve ganhar uma versão menor e mais barata) e talvez ouçamos algo sobre os computadores da Apple feitos com chips próprios.

Para saber mesmo os detalhes, só acompanhando o evento. Como já dissemos, será realizado em 15 de setembro às 14h (horário de Brasília) e você pode acompanhar ao vivo na página https://www.apple.com/apple-events/.

[The Verge e 9to5Mac]