Apresentado ano passado nos EUA, o Facebook News pode chegar a mais países — entre eles, o Brasil. A seção reúne notícias e reportagens de publicações jornalísticas. Reino Unido, Alemanha, França e Índia são os outros países em que o Facebook considera lançar o recurso no prazo de seis meses a um ano.

“Nosso objetivo é lançar o Facebook News em vários países entre os próximos seis meses e um ano, e estamos considerando Reino Unido, Alemanha, França, Índia e Brasil. Em cada país, pagaremos aos veículos de imprensa para garantir que seu conteúdo esteja disponível no novo produto”, diz o post publicado no blog do Facebook. “Trabalharemos em estreita colaboração com os parceiros de imprensa em cada um dos países para adaptar a experiência e testar maneiras de oferecer algo valioso para as pessoas, ao mesmo tempo em que honramos os modelos de negócios dos veículos.”

O Facebook News começou a ser testado em outubro de 2019 nos EUA. Ele é uma seção da rede social dedicada a material publicado por veículos de imprensa. O recurso conta com uma equipe editorial própria para selecionar as principais notícias e reportagens. Ele também oferece ao usuário a possibilidade de personalizar o conteúdo de acordo com suas preferências, bem como conectar assinaturas de jornais e revistas e navegar por editorias de diferentes assuntos.

Para jornais e revistas, o espaço também serve para dar mais visibilidade ao trabalho, como forma de conquistar audiência. “Ajudar os publishers a alcançar novos públicos tem sido uma das nossas principais metas e descobrimos que mais de 95% do tráfego que o Facebook News entrega aos sites de notícias é complementar ao que eles já recebiam a partir do Feed de Notícias”, diz o Facebook. Além disso, a empresa de mídia social faz parcerias com as empresas de jornalismo para pagá-las pelos conteúdos da plataforma.

O Facebook News é, de certa forma, uma tentativa de responder às críticas pela disseminação de notícias falsas e suas repercussões no debate público e na política — com resultados trágicos, em alguns casos — e também por ter parado de promover o conteúdo jornalístico nos feeds dos usuários, que perderam espaço em relação a posts de amigos.

Por coincidência ou não, na semana passadas, o Google anunciou um projeto para licenciar conteúdos de editores brasileiros, como Correio Braziliense e UOL,  com o objetivo de “apoiar a indústria de notícias em sua busca por um futuro mais sustentável”.

Até o momento, isso foi tudo que o Facebook disse a respeito. Ainda não há informações sobre quem serão os parceiros de mídia ou qual a data exata de lançamento do Facebook News por aqui.