Quando as informações sobre a disseminação do covid-19 começaram a circular, o Google decidiu mudar o formato sua conferência anual de desenvolvedores, o Google I/O, e transformá-la em um evento apenas pela internet. Mas agora, com o agravamento da situação e diretrizes governamentais mais rígidas, o Google decidiu cancelar completamente o evento.

Em um tweet recente, o Google disse que “Por preocupação com a saúde e segurança de nossos desenvolvedores, funcionários e comunidades locais, e de acordo com as exigências de ‘ficar em casa’ feitas pelo governo local da Bay Area [região de San Francisco], infelizmente não teremos um evento I/O em nenhum formato este ano”.

A decisão do Google certamente é prudente, considerando o recente aumento de casos de covid-19 nos EUA. Mesmo assim, deve ser desapontante para desenvolvedores e entusiastas do Android que estavam ansiosos pela apresentação dos próximos softwares e dispositivos do Google.

Diferentemente de outros eventos recentes que foram cancelados devido à pandemia, como o festival Coachella e a conferência de desenvolvedores de games GDC, não parece que o Google tentará reagendar o I/O para algum outro momento deste ano.

Dito isto, não é porque o Google I/O não está acontecendo que não haverá notícias. Nesta semana mesmo, a Apple achou oportuno anunciar uma série de novos dispositivos, incluindo um novo iPad Pro, um MacBook Air e muito mais. A grande questão agora é se a Apple ainda fará seu WWDC como um evento somente pela internet ou se seguirá o Google e será forçada a cancelar também. A conferência da Apple está planejada para junho.

No ano passado, o Google surpreendeu ao anunciar o Pixel 3a no Google I/O. Vazamentos e rumores indicavam que a empresa estava planejando fazer algo semelhante para o Pixel 4a. Esperamos que o próximo Pixel intermediário não sofra grandes atrasos.

A recente mudança de planos do Google serve para destacar o impacto que a covid-19 está causando nos EUA e no resto do mundo. Portanto, embora seja uma pena que o Google I/O tenha sido cancelado, a segurança e a prevenção continuam sendo a prioridade número um.