Galaxy Fold ainda não está à venda e, mesmo assim, parece que a Samsung se empolgou com a febre dos dobráveis porque, com base em vários relatos e rumores, a empresa pode estar trabalhando em até três novos celulares dobráveis.

Eu sei que o desenvolvimento de produtos em grandes empresas – especialmente nas do tamanho da Samsung – normalmente exige que elas tenham vários projetos em vários estágios de produção acontecendo a todo momento. Mas, caramba, Samsung, o que você está fazendo? Podemos pelo menos ter uma data de lançamento atualizada para o Galaxy Fold antes de começarmos a ouvir sobre coisas futuras?

Ostensivamente, com a sinalização de uma variedade de novos dobráveis, a Samsung espera estabelecer sua liderança em uma categoria de dispositivos emergentes e, ao mesmo tempo, tirar proveito da recente inclusão da Huawei na Lista de Entidades dos Estados Unidos para se distanciar da sua maior concorrente. Mas como vimos com os lançamentos atrasados ​​do Samsung Galaxy Fold e do Huawei Mate X, fazer um aparelho dobrável é realmente difícil, mesmo para as duas maiores fabricantes de celulares do planeta.

Dito isto, se a Samsung não se importa em queimar uma montanha de dinheiro para acelerar o desenvolvimento da tecnologia e resolver os possíveis problemas antes que os dispositivos cheguem às prateleiras das lojas, sou totalmente a favor. No entanto, com base na reação que alguns colegas do Gizmodo tiveram com o preço de US$ 2 mil do Galaxy Fold, pode ser do interesse da Samsung descobrir uma maneira de tornar seus futuros dobráveis ​​um pouco menos caros.

Independentemente disso, com tantos dispositivos em algum estágio de produção, provavelmente é hora de detalhar tudo o que sabemos sobre a atual e futura safra de dobráveis ​​da Samsung.

1. Galaxy Fold

Foto: Sam Rutherford/Gizmodo

Enquanto continuamos esperando por um lançamento revisado do Galaxy Fold, o site coreano Investor relatou que o vice-presidente da Samsung Display, Kim Seong-cheol, disse aos participantes de um evento recente do setor que “a maioria dos problemas de display foram resolvidos, e o Galaxy Fold está pronto para chegar ao mercado”.

Relatos anteriores indicam que, como parte de seus esforços para lidar com as preocupações em relação à durabilidade do Fold, a Samsung aumentou o tamanho da película protetora que cobre sua tela dobrável para que as bordas do filme fiquem embaixo da moldura do aparelho, o que deve dificultar muito que o filme descasque acidentalmente e danifique o dispositivo. Outro relato da Yonhap News também afirma que a Samsung diminuiu o tamanho das lacunas entre a tela do Fold e sua dobradiça, a fim de evitar que materiais externos entrem no dispositivo e danifiquem o display.

Esperamos que essas duas correções sejam o bastante para tornar o Fold pronto para o consumidor, mas com base nos problemas iniciais do Fold, a Samsung ainda enfrenta uma séria batalha quando se trata de convencer as pessoas a comprar seu primeiro celular dobrável de US$ 2 mil.

2. Um clamshell dobrável parecido com o Razr

Imagem: Motorola (via SlashLeaks)

Há muito tempo corre o boato de que a Motorola está trabalhando em um reboot de seu icônico aparelho Razr, que vai substituir a minúscula tela de 2,2 polegadas e o teclado T9 do modelo original por uma nova tela dobrável de cerca de 6,2 polegadas. Agora, apenas nesta semana, um novo relato da Coréia do Sul alega que a Samsung está trabalhando em seu próprio dispositivo clamshell dobrável com uma tela ligeiramente maior de 6,7 polegadas que pode começar a ser fabricado em massa já em novembro deste ano.

Embora um design como esse não seja tão ambicioso quanto o Galaxy Fold, a criação de um smartphone moderno, menor e mais portátil, mas que também tenha um design familiar, pode ajudar a tornar toda a categoria dobrável mais acessível ao usuário médio. E com este modelo ostentando uma tela de 6,7 polegadas em comparação com a tela de 7,3 polegadas do Galaxy Fold, pode ser que ele seja mais barato também.

3. Um clone do Huawei Mate X

Embora tenha levado oito anos de pesquisa e desenvolvimento para a Samsung criar o Galaxy Fold, ainda é muito cedo para dizer se a tela dobrável para dentro do Fold é superior ao design dobrável para fora do X Mate. Assim, a fim de explorar uma maneira diferente de desenvolver um celular dobrável, o Korea Herald relata que a Samsung já está trabalhando na criação de seu próprio aparelho dobrável para fora. Além disso, segundo a Korea Herald, a Samsung pode até tentar colocar seu celular dobrável no mercado antes da Huawei lançar o Mate X, que, segundo o presidente da Huawei para a Europa Ocidental, pode acontecer em setembro deste ano.

Se for verdade, isso permitiria que a Samsung oferecesse dois tipos diferentes de aparelhos dobráveis, e no ocidente, onde a Samsung terá muito mais facilidade em conseguir passar por tarifas e várias políticas governamentais, esse movimento realmente limitaria o apelo global do Huawei Mate X, junto com todos os dobráveis ​​subsequentes da Huawei.

4. Galaxy Fold 2?

Apesar de eu gostar muito do Galaxy Fold, havia claramente espaço para melhorias. A tela de 4,6 polegadas na parte externa do aparelho é simplesmente muito pequena e, ao contrário da linha Galaxy Note da Samsung, o Fold não oferece nenhum tipo de suporte para a caneta stylus. Então, para resolver esses problemas, além de aumentar o tamanho de seu display flexível principal, parece que a Samsung já está trabalhando em um sucessor do Galaxy Fold, com uma tela maior de 8 polegadas e integração com a S-Pen.

Embora este relato não mencione explicitamente que a Samsung está planejando aumentar o tamanho da tela de cobertura do Galaxy Fold 2, tornando a tela interna maior, a Samsung também teria mais espaço para aumentar o tamanho da tela externa do Fold 2 e, na minha opinião, não usar o espaço adicional do lado de fora do dispositivo ao máximo seria um grande erro.

E com o relato dizendo que este suposto Galaxy Fold 2 poderia estar disponível em algum momento no início do próximo ano, a Samsung poderia finalmente ter um dobrável, de fato, atraente no mercado.

5. Sonhos de um celular retrátil

Ilustração: Samsung (via WIPO)

Embora este último exista apenas na forma de um pedido de patente, é claro que a Samsung está planejando fazer mais com sua tecnologia de tela flexível do que apenas fabricar celulares que se dobram pela metade. Ao fazer um aparelho com uma tela que pode ser estendida simplesmente pegando lados opostos do telefone e puxando, a Samsung estaria se aventurando em um território de ficção científica. Não será fácil, mas e se a Samsung realmente conseguir?

Então, o que mais resta?

E tudo isso não leva sequer em consideração o uso de tecnologia de display dobrável em outras categorias de dispositivos, como a TV que a LG exibiu na CES 2019 ou laptops como o conceito de notebook dobrável da Lenovo. Então mesmo que você não ligue para dobráveis ​​agora, vai levar algum tempo até que a Samsung pense em desistir da tecnologia.